Prefeitos da Amazônia assumem compromisso de desmatar menos

Assumir metas de desmatamento e implementar projetos de REED (Redução de Emissões Decorrentes de Desmatamento e Degradação). Esses, entre outros, são os principais compromissos assumidos pelos prefeitos de nove países da Amazônia reunidos em Manaus na semana passada para a Cúpula Amazônica dos Governos Locais.
A resolução consta na Carta de Manaus que estab­­elece, entre outras diretrizes, que as emissões oriundas do desmatamento das florestas tropicais devem ser reduzidas, evitando o aquecimento global, sendo necessária a formulação de programas de compensação de serviços ambientais aliados ao manejo ou à manutenção da cobertura florestal, além da recuperação de áreas já degradadas, estimulando práticas mais eficientes e sustentáveis.
O documento final será entregue pelo governo brasileiro na COP-15 (15ª Conferência das Partes) da Convenção das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, que vai acontecer entre os dias 7 e 18 de dezembro, em Copenhagen (Dinamarca).
Outra novidade incluída no documento é a criação do Fórum Permanente de Governos Locais da Amazônia para Mudanças Climáticas e Desenvolvimento Sustentável. Dentro de 30 dias, uma comissão provisória vai se reunir para regularizar o funcionamento da instituição. O fórum será composto por CNM, AAM (Associação Amazonense dos Municípios), Prefeitura de Manaus e Federação Latino Americana de Cidades.
Durante a cúpula, o coordenador da CNM (Confederação Nacional dos Municípios), Gustavo Cezário, defendeu que os prefeitos da região sejam inseridos no debate internacional sobre a questão. Os representantes municipais que estiveram presentes ao evento demonstraram interesse e disposição para participar das discussões e ações de combate às mudanças climáticas.

Marco nas discussões

Para o prefeito de Manaus, Amazonino Mendes, a carta representa um marco nas discussões sobre mudanças climáticas na região, pois representantes da Amazônia passarão a fazer parte das discussões. “Nunca tivemos representatividade nas discussões sobre mudanças climáticas. Europa, EUA e o Sul do Brasil são sempre o centro dessas discussões, mas vamos começar a ter maior participação nesse processo a partir de agora”, declarou.
Amazonino Mendes foi convidado para representar a Amazônia juntamente com mais quatro representantes latino-americanos na COP-15.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email