Preços nos supermercados

Os preços nos supermercados subiram 0,36% em julho, após registrar queda de 0,15% em junho, segundo levantamento da Apas (Associação Paulista de Supermercados).

Os preços nos supermercados subiram 0,36% em julho, após registrar queda de 0,15% em junho, segundo levantamento da Apas (Associação Paulista de Supermercados). A entidade destacou que, tradicionalmente, este é um período de retração nos preços, mas pressões pontuais em algumas categorias elevaram o índice em julho. Em 12 meses, o indicador atinge alta de 6,16% e de janeiro a julho crescimento de 1,25%.
O grupo dos alimentos industrializados apresentou elevação de 0,39% em julho, com destaque para os panificados (1,81%), doces (1,68%) e biscoitos e salgadinhos (1,31%). Já o grupo dos produtos in natura apresentaram pequena variação de 0,09%, com destaque para as categorias de frutas (2,04%) e verduras (2,0%). Entre as frutas, os maiores impactos foram verificados no limão (16,17%), banana (5,23%), maçã (5%) e uva (14,04%). Entre as verduras as pressões foram verificadas no alface (5,19%) e na cebolinha (8,02%).

Bebidas alcoólicas

Os preços da categoria bebidas alcoólicas apresentaram elevação de 0,04%, com destaque para cerveja que registrou variação de 0,33%. A categoria de bebidas não alcoólicas apontou alta de 0,61%, sendo 1,30% no suco de fruta e 0,78% nos refrigerantes.
Os preços do grupo produtos de limpeza subiram 1,46%, sendo de 2,05% o sabão em pó e de 2,05% o sabão em barra. O grupo dos artigos de higiene e beleza auxiliaram a puxar o índice geral para baixo, pois apontaram queda de 0,38%, com destaque para a retração dos preços de xampu (-1,88%) e da fralda descartável (-2,89%).
Entre as maiores quedas de preços dos produtos nos supermercados destacam-se: a carne suína (-1,98%), leite em pó (-1,51%), óleo de soja (-1,31%), enlatados e conserva (-0,50%), azeitona (-2,41%), alimentos prontos (-1,18%), frango assado (-2,98%), laranja (-5,20%), legumes (-6,09%), tomate (-18,49%), batata (-3,53%), ovos (-0,11%), xampu (-1,88%), fralda descartável (-2,89%).

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email