Preços estáveis em Manaus

Os preços dos combustíveis continuaram estáveis na última semana, em Manaus. Segundo levantamento realizado pela ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), a menor faixa registrada entre 26 de junho e 2 de julho foi de R$ 2,44 e o máximo, de R$2,79, com preço médio de R$2,51. Em todo o Estado, o maior média foi registrada em Tefé (a 525 km da capital), onde o mínimo está em R$3,15 e o máximo em R$ 3,40.Em Humaitá (a 600 km) a faixa foi de R$2,95 a R$3,10.
Em maio, a faixa de preços ficou entre R$2,58, (preço mínimo) e R$3,073 (valor máximo pelo litro). Em abril, a média caiu para R$2,63 (valor mínimo) e R$2,99 (máximo).
Nas ruas de Manaus, o equilíbrio foi mantido em algumas áreas da cidade. No Centro, a média está variando em R$ 2,44 a R$ 2,48. Mas, os consumidores explicam que chegaram a pagar o valor mais alto, por dois dias, mas que os postos voltaram atrás na aplicação do preço a R$2,79. O comerciante Antônio Araújo abasteceu, na quinta-feira, 30, e chegou a percorrer vários postos nas imediações do Boulevard Álvaro Maia, mas acabou abastecendo com o preço alto.“Eu já deveria estar acostumado porque na área em que moro o preço é lá em cima. O pessoal não tem consciência porque é um absurdo pagar R$2,79 pelo litro da gasolina”, desabafou.

Sem confiança

O outro comerciante Assante Corrêa, que mora no bairro do Japiim, zona sul, disse que abasteceu a R$2,48 e que espera que nesta semana o preço se mantenha.“Eu me apavorei com o aumento e enchi o tanque para garantir a gasolina. Mas, me surpreendi quando fui “completar” e o preço estava R$ 0,02 acima. Seria bom que os donos de postos permanecessem nessa média para conquistar a confiança dos consumidores”, ponderou.
A psicóloga Cleice Andrade Limeira se queixa da alta da gasolina na área em que mora. “Acredito que na área em que moro, no bairro de Flores, está havendo algum cartel porque os postos estão cobrando, exatamente, R$2,79. Preciso cortar quase toda a cidade para conseguir um preço mais em conta”, concluiu.

R$ 2,38 na Djalma Batista

Nesta segunda-feira, o valor cobrado pelo litro de gasolina no posto Atem, localizado na Avenida Japurá, chegou a R$2,39. No posto Shell, na Avenida Djalma Batista, o valor cobrado chegou a R$2,38. Na Cidade Nova II,no Posto Shell do Núcleo 16, o valor do litro caiu para R$ 2,44. No posto Shell da Avenida dos Franceses que praticava o preço de R$2,79 na semana passada, diminuiu o preço para $2,43.

Governo estuda colocar menos etanol na gasolina

A proposta de redução de 25% para 18% da mistura do etanol anidro à gasolina, em virtude da baixa oferta do combustível e estagnação na produção, está sendo estudada pelo Governo Federal.A produtividade da safra foi considerada “aquém do desejado” pois, de abril até a primeira quinzena de junho a produção foi de 134,576 milhões de toneladas, apresentando queda de 23% em relação a safra passada.
Caso a mistura chegue a18%, a demanda poderia chegar a 468 milhões de litros por mês. Com isso, haveria uma economia mensal de 182 milhões de litros de anidro. Se a mistura for reduzida para 20%, a economia mensal seria de 130 milhões de litros.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email