Preço médio registra queda na primeira quinzena de setembro

A primeira quinzena de setembro foi marcada pela queda do preço médio das hortaliças que haviam pressionado a alta no mês passado, no atacado do entreposto de Contagem da CeasaMinas, vinculada ao Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento).
No comparativo com os primeiros 15 dias de agosto, legumes e verduras apresentaram redução de 15,4% no preço. O grupo dos hortigranjeiros, que ainda inclui frutas, aves e ovos, ficou 5,5% mais barato.
A redução do preço médio do subgrupo das hortaliças-frutos foi de 30,4%. Os principais exemplos foram a abrobrinha menina (-44,%), pepino (-39,1%), tomate santa-cruz (-38,3%), berinjela (-37,4%), pimentão (-36%), chuchu (-34,1%), abobrinha italiana (-33,8%) e vagem (-28,6%).
Segundo o chefe do Setor de Informações de Mercado da CeasaMinas, Ricardo Martins, a retomada das boas condições climáticas favoreceu a oferta das hortaliças-frutos, que voltaram a uma situação de preço similar ao mês de julho.
Já o aumento do preço de algumas frutas representativas no mercado atacadista influenciou a oscilação média de 2,1% no grupo. Os aumentos de preço dos mamões havaí (44,7%) e formosa (45,8%), indicam a retomada do mercado da fruta após o excesso de oferta que barateou o produto em agosto. “As altas temperaturas nas regiões produtoras do Espírito Santo e Bahia aceleraram o amadurecimento, levando a uma colheita maior que a demanda do mercado, derrubando os preços nesse mês”, explicou Martins.

Sazonalidade influencia

O preço maior do abacaxi (4,9%) foi resultado da queda da oferta do Pará e de Tocantins. Outras frutas, a exemplo do limão tahiti (24,7%) e da banana nanica (12,9%), foram influenciadas pela sazonalidade.
Entre os destaques de maiores aumentos estão também a banana prata (15%) e a melancia (7%).Os ovos ficaram 5,7% mais baratos em consequência da boa oferta na primeira quinzena deste mês. (Fonte: CeasaMinas).

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email