Preço dos alimentos atingem maior alta em 12 anos, segundo a Eurostat

O aumento dos preços dos alimentos na União Européia alcançou nos meses de março e abril o maior nível desde 1996, com uma alta superior a 7%, segundo a Eurostat -a agência de estatísticas do bloco europeu.
Os aumentos de 7,2% em março e 7,1% em abril duplicam a alta da inflação, em alta de 3,8% e 3,6% nos meses, respectivamente.
Os aumentos mais significativos foram: leite, queijo e ovos (+14,9%), óleo de cozinha (+13,2%), pão e cereais (+10,7%) e frutas.
A inflação na zona do euro registrou alta de 3,6% em maio, mesmo índice registrado em março, segundo estimativa da Eurostat. A inflação registrou uma leve desaceleração em abril, a 3,3%, mas de curta duração.

Preço do
petróleo
A principal causa da alta foi o elevado preço do petróleo, que vem rondando o patamar dos US$ 130.
O presidente do BCE (Banco Central Europeu), Jean-Claude Trichet, em entrevista ao jornal alemão “Bild’’, na semana passada, afirmou estar preocupado com a inflação na zona euro, apesar de considerar que a moeda única européia não é a responsável.
“Meus colegas no conselho do Banco Central Europeu e eu estamos preocupados com os preços elevados. Eu já disse em nome do BCE que é necessário evitar que o aumento dos preços do petróleo e dos alimentos provoque o encarecimento das outras mercadorias e aumentos de salários’’, afirmou Jean-Claude Trichet.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email