Pousada Uacari, em Tefé, é destaque no turismo mundial

Mamirauá foi a primeira reserva de desenvolvimento sustentável no Brasil e é um Património Mundial Natural. A reserva é um dos blocos de floresta tropicais mais importantes protegidas do mundo e abriga um rico ecossistema que serve de habitat para espécies endêmicas, como o macaco-de-cheiro-da-cabeça-preta e o exótico macaco uacari branco. É nesse paraíso que a Pousada Uakari Lodge  se destaca numa área de várzea entre os rios Solimões e Japurá, no município de Tefé, a 600 quilômetros de Manaus.

A Pousada Uacari Lodge é um dos projetos de Turismo de Base Comunitária (TBC) pioneiros no Brasil. A administração é compartilhada entre o Instituto Mamirauá, Organização Social ligada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, e 11 comunidades que fazem parte da Reserva Mamirauá e estão próximas a pousada, por meio da Associação de Auxiliares e Guias de Ecoturismo do Mamirauá (AAGEMAM).

O Ministério do Turismo pretende explorar a possibilidade de utilizar as recomendações advindas desse estudo em outros empreendimentos de turismo em comunidades tradicionais que ajudem a desenvolver o ecoturismo em áreas de conservação da biodiversidade no paísl.

Pousada Uakari Lodge

Localizada na Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá – unidade de conservação estadual –, a área conta com mais de 1,1 milhão de hectares de natureza. Proteger o planeta e conservar o patrimônio cultural, oferecendo aos turistas oportunidades únicas de experimentar a natureza e a cultura local é a receita de sucesso da Pousada Flutuante Uacari.

Toda a estrutura da pousada é sustentável, desde a energia solar às telhas ecológicas, produzidas pela mesma tecnologia de reciclagem de garrafas pet. São 10 quartos, com capacidade para 24 hóspedes por vez. Cada um dos cinco bangalôs tem duas suítes com vista para a floresta.

Através da gestão compartilhada são feitas as reservas e organizada a logística para os hóspedes. Também é feito o gerenciamento dos funcionários, prestadores de serviços e vendedores de produtos agrícolas e de artesanato. O trabalho é em regime de rodízio, ou seja, cada pessoa trabalha, em média, 10 dias por mês, o que permite às comunidades continuarem exercendo atividades tradicionais. Esse formato gera benefícios socioeconômicos aos comunitários e contribui para a conservação dos recursos naturais. Cerca de 100 famílias da comunidade tem emprego direto ou indireto, a partir das relações da cadeia produtiva, incluindo mulheres, jovens e idosos. A estimativa é de que, para cada 1 real investido na pousada, 5 reais retornem para a economia regional.

Destaque mundial G20

A pousada foi reconhecida internacionalmente por aliar a conservação do meio ambiente ao desenvolvimento social e econômico da região, por meio do turismo. O relatório Desenvolvimento Comunitário Inclusivo por Meio do Turismo, que evidencia a iniciativa brasileira, foi apresentado, na última semana em reunião de ministros de Turismo do G20 – grupo de países com maior influência no mundo. Assim, dos 19 países com boas práticas destacadas no relatório do G20, apenas a Pousada Uacari pontuou em todos os quatro tópicos analisados: empoderamento de pessoas, salvaguarda do planeta, prosperidade e colaboração entre pessoas.

Ao apresentar o relatório Desenvolvimento Comunitário Inclusivo por Meio do Turismo, o secretário-geral da OMT, Zurab Polikashvili, avaliou que o “turismo ajuda as comunidades a manterem seus patrimônios natural e cultural, apoiando a conservação, salvaguardando espécies ameaçadas, tradições perdidas ou sabores”.

O documento foi desenvolvido pela Organização Mundial do Turismo (OMT), em parceria com o Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC), a pedido do G20. Além do Brasil, experiências de outros 18 países também foram destacadas, como: Canadá, México, França, Itália, Japão e Suíça. As indicações de boas práticas foram feitas por cada país e chanceladas pela presidência do G20 Turismo que, neste ano, é exercida pela Arábia Saudita. O objetivo é de que as iniciativas sirvam como inspiração aos demais países.

 “A inclusão como estudo de caso da Pousada Uacari, no Amazonas é, para nós, motivo de orgulho por apresentar um modelo de gestão participativa de ecoturismo”, destacou o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

Imersão na Floresta

O visitante embarca em Tefé e viaja uma hora e meia no Rio Solimões até a pousada e, não tem jeito, o deslumbramento é total com a região até avistar a cor tijolo das telhas feitas com garrafa pet da Pousada Uacari com cinco confortáveis bangalôs que flutuam sobre os leves troncos de madeiras de Assacú.

A pousada tem um sistema de quinze trilhas na floresta, com extensão média de 3 km e que levam em torno de 3 horas para serem percorridas durante a estação da seca (agosto a abril). Os percursos são feitos em grupos pequenos de até quatro pessoas por vez. Todas as trilhas estão em áreas estratégicas para maximizar a observação de fauna e flora locais, como as imensas sumaúmas. Vários passeios comtemplam a fauna e flora, mas a experiência é mais incrível pela convivência com os moradores da região, além de conhecer receber informes dos pesquisadores que trabalham na reserva.

Para um aficionado por pássaros ou tiver interesse em fotografia nos avise: temos programas especiais para você! Caso a visita aconteça em Junho de 2021, não perca a  “Expedição Onça-Pintada“: um pacote conduzido pelos pesquisadores especializados em onças do Instituto Mamirauá que fará de você um cientista em busca do maior felino das Américas.

Como Chegar

Tefé possui um aeroporto de médio porte que recebe voos de Manaus, com duração de 50 minutos. Os programas regulares de traslado para a pousada têm horário de chegada e saída integrados com o único voo diário operado pela Azul Linhas aéreas.

O transporte fluvial é realizado por grandes barcos com acomodação em redes ou camarotes ou através de lancha à motor “à jato” com duração de 12 horas de viagem, partindo da capital.

Informações: A pousada retorna com suas atividades em Março de 2021, reservas pelo email: [email protected] ou WhatsApp: (97) 98423-1625; Aeroporto de Tefé: (97) 3343-3684; Capitania dos Portos de Tefé: (97) 3343-3058

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email