Positivo adensa produção na ZFM

A cadeia componentista do PIM (Polo Industrial de Manaus) receberá mais uma fábrica de produção de placas e baterias para computadores e celulares. Trata-se da Boreo Indústria de Componentes, empresa subsidiária da Positivo Tecnologia.

Com cerca de R$ 80 milhões investidos, a empresa vai gerar 270 empregos diretos em uma área de 8 mil metros quadrados no Distrito Industrial 1. Segundo o presidente da Positivo, Hélio Bruck Rotenberg, a nova fábrica em Manaus permitirá unificar toda a base e capacidade produtiva da companhia o que permitirá grandes ganhos logísticos e econômicos às indústrias do polo industrial.

“O investimento é contínuo e estamos felizes que no momento colocamos toda nossa capacidade produtiva em Manaus. Isso nos dá ganhos logísticos, econômicos e de todo tipo. Fizemos isso porque acreditamos no potencial da Zona Franca, testamos com a grande fábrica de computadores e smartphones e agora com a fábrica de componentes”, disse.

O presidente enfatizou também que a instalação da Boreo em Manaus pela Positivo, faz parte do processo de ampliação de seus serviços, com o intuito de entrar no mercado do setor com um aumento contínuo de produção para atender a demanda das indústrias.

“Com a Boreo passaremos a produzir e vender placas e baterias para PCs e celulares também para outras fabricantes. Portanto é mais uma fonte de receita para a nossa companhia e uma forma de contribuir na geração de emprego e renda para o Amazonas”, destacou.

Rotenberg mostrou-se bastante otimista em relação aos números mostrados pela economia do Estado nos últimos meses, não descartou a possibilidade de mais investimento no modelo Zona Franca e citou projetos que estão em processo de desenvolvimento dentro da capital amazonense.

“O mercado de computadores e smartphones dá as primeiras amostras de crescimento no Brasil. No terceiro trimestre cresceu bastante em relação ao mesmo período do ano passado, e se continuar nesse ritmo certamente teremos muito mais vagas de empregos. Não para nunca, se nós crescermos Manaus cresce e é isso que nós queremos. Estamos gerando 1.200 empregos com as duas fábricas, a de dispositivo e a de componentes que nasce com 270 pessoas trabalhando, isso de forma ainda tímida porque a nossa economia ainda ainda está retraída e com o crescimento da economia acredito que chegaremos a mais de 2 mil empregos nas fábricas”, conta.

O presidente enfatizou que uma das metas da empresa é explorar ainda mais o segmento da produção de computadores, tablets e samrtphones, ampliando suas atividades também para o segmento de telemedicina com a finalidade de levar a tecnologia brasileira para diversos países do Mercosul e para a África.

Na ocasião, o governador do Amazonas, Davi Almeida (PSD), falou da importância de mais uma indústria investir e acreditar no modelo da Zona Franca de Manaus, e enfatizou que apesar das dificuldades econômicas enfrentadas pelo país, o Amazonas mostra uma grande melhora em relação a outros Estados.
“A Zona Franca de Manaus é o modelo que tem a segurança jurídica e de todos os modelos que existem no Brasil é a única que tem capacidade de sair da crise. O Amazonas é o porto seguro dos investimentos, o modelo Zona Franca de Manaus é o único modelo que tem resguardado as suas garantias constitucionais e nós estamos trabalhando para que possamos dar oportunidade e melhores condições para que os grupos nacionais e internacionais possam vir aqui e apostar nesse modelo de desenvolvimento. Estávamos falando sobre o Estado do Amazonas e a crise que se abateu em nosso país, o Amazonas de forma ‘teimosa’ e positiva está se recuperando e lutando para se recuperar. Ano passado nossa indústria teve uma queda de aproximadamente 3,5% no Brasil e no Amazonas uma queda de 9,1%. Perdemos algo em torno de 4 mil trabalhadores no PIM. É uma preocupação crescente em relação a geração de emprego e renda. Mas, os investidores continuam a acreditar nesse modelo e quero anunciar que o Estado diferente das outras federações está conseguindo respirar”, disse.

Corpo de Bombeiros lança aplicativo de chamadas
Em parceria com o governo do Amazonas, a Positivo Tecnologia doou 27 tablets para o CBMAM (Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas), que na ocasião lançou o SACE (Sistema de Aplicativos de Chamada de Emergência) que tem como principal finalidade agilizar os serviços de atendimentos à população.
Segundo o capitão Marco Antônio Calmon Gama, um dos idealizadores do sistema, a ideia surgiu da necessidade que a coorporação tinha em chegar mais rápido aos locais de ocorrência e atender de forma eficiente a população reduzindo ao máximo o tempo de resposta que é em torno de 8 a 10 minutos.
“Às vezes perdíamos muito tempo perguntando de populares e tínhamos muitas informações ineficientes. Então durante um curso que fiz de aperfeiçoamento de oficiais de pós-graduação onde fiz uma pesquisa, decidi trabalhar em cima dessa necessidade. E pela experiência que a gente já tinha e os relatos de nossos colegas surgiu a ideia de criar esse aplicativo de chamada de emergência com georreferenciamento onde o cidadão chama a ocorrência e é fornecido o ponto geográfico onde ele se encontra. Então não tem como ele não chegar nesse ponto, não precisa pegar informações de populares e nem gravar nomes de ruas”, explicou.

O aplicativo dá a opção ao usuário de dar os seus dados pessoais, o local exato de onde ela se encontra, aúdio, foto e o chat, onde o centro de operações do corpo de bombeiros entra em contato com o solicitante semelhante ao WhatsApp, a qual possibilita a troca de informações sobre o fato ocorrido.

Arthur Bisneto destaca reação no PIM com nova fábrica
Em atenção à retomada econômica e à reação do PIM (Polo Industrial de Manaus), processo acompanhado de perto pelo prefeito Arthur Virgílio Neto, o secretário-chefe da Casa Civil do município, Arthur Bisneto, representou o prefeito, nesta terça-feira (26), na solenidade de inauguração da empresa Boreo Indústrias e Componentes Ltda., do grupo Positivo, com a primeira fábrica de componentes eletrônicos no Polo de Manaus.

Com um investimento de R$ 80 milhões, a empresa emprega 270 colaboradores de forma direta. No evento, Arthur Bisneto destacou a importância do investimento local e de uma empresa de grande porte como a Boreo se instalar na cidade aproveitando a mão de obra qualificada de Manaus e os empregos gerados na cidade em um momento que a sociedade tenta se erguer da crise.

“Nós recebemos com bons olhos a chegada de mais esta empresa à cidade e faremos o que for possível para que nosso Polo Industrial tenha mais ofertas e oportunidades como essa aos trabalhadores”, disse.
O presidente do grupo Positivo Tecnologia, Hélio Bruck Rotenberg, destacou o interesse da organização na retomada de projetos junto à prefeitura. “A tecnologia da educação é um dos nossos polos, uma vez que nosso grupo nasceu no seio da educação. Já formamos essa parceria com a prefeitura no passado e será um prazer enorme retomar esses projetos”, disse.

A nova estrutura integra a estratégia da Positivo Tecnologia de ampliar seus negócios na Zona Franca de Manaus, tendo como meta produzir placas e baterias para computadores e celulares. De início, a Boreo vai empregar 270 colaboradores, fabricando 1,1 milhão de componentes por hora, em seis linhas de produção.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email