Portal estimula a inserção de aprendizes no mercado de trabalho

O projeto do Portal Busca Jovem, no endereço www.buscajovem.org.br, promove a aproximação de organizações formadoras com o mercado empregador de jovens desenvolvendo uma série de atividades com vista a fortalecer a Lei da Aprendizagem (10.097/2000). A proposta é colaborar para que a meta estabelecida pelo governo de inserir 800 mil aprendizes até 2010 seja alcançada. Hoje, o Brasil tem pouco mais 148 mil aprendizes, mas se a lei fosse de fato cumprida o país teria mais de 1,3 milhão de vagas com esse perfil.
Segundo a lei, as empresas de médio e grande porte devem contratar jovens de 14 a 24 anos por meio de Contrato Especial de Trabalho, cumprindo uma cota de aprendizes entre 5% e 15% por empresa, que é calculada sobre o total de empregados cujas funções demandem formação profissional. Atualmente o portal reúne 19 organizações sociais que oferecem formação para jovens de acordo com a legislação, que determina que os jovens aprendizes, além de atuarem na empresa, participem concomitantemente de uma formação técnico-profissional.
Essa formação deve contemplar atividades teóricas e práticas, oferecidas em programas de aprendizagem desenvolvidos sob orientação e responsabilidade de instituições formadoras legalmente qualificadas. As entidades participantes do Busca Jovem oferecem essa formação em diversas áreas, como administração, comércio, informática, telemarketing e mecânica, entre outras. As formações visam a desenvolver nos jovens competências básicas e específicas, levando-os à inserção qualificada no mundo do trabalho, de modo a estimular seu crescimento pessoal e profissional.
O portal facilita a aproximação entre as empresas que buscam jovens para contratação de aprendizes e as entidades formadoras. A proposta é otimizar e qualificar os processos seletivos. O portal também esclarece dúvidas por parte de empresas interessadas na contratação de aprendizes.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email