Por que falar em público é tão difícil…

Falar em público não é para qualquer pessoa. Alguns nascem naturalmente com esse dom, mas a grande maioria treme, sua, fica com um frio na barriga e esquece o que tinha para falar, o famoso “deu um branco”, quando se vê diante de uma plateia que parece se transformar num grande e pavoroso monstro prestes a atacar. Mas esse medo tem cura e o tratamento não é tão difícil assim. Tudo é questão de força de vontade ou treino.
A oratória refere-se ao conjunto de regras e técnicas adequadas para produzir e apresentar um discurso e apurar as qualidades pessoais do orador. É a arte de falar em público de forma estruturada e deliberada, com a intenção de informar, influenciar, ou entreter os ouvintes.
Na Grécia Antiga e em Roma a oratória era estudada como componente da retórica, ou seja, a composição e apresentação de discursos, e era considerada uma importante habilidade na vida pública e privada. Aristóteles está entre os mais conhecidos autores clássicos que estudaram o tema.
O propósito de falar em público pode variar, da simples transmissão de informações, à necessidade de motivar as pessoas a agir ou, simplesmente, contar uma história. Na oratória, como em qualquer forma de comunicação existem cinco elementos básicos a considerar, muitas vezes expressos como “quem diz – o quê – a quem – por que meio – com que efeitos?”. Para entender melhor o tema, o professor Elias Mattos realiza nesta sexta-feira (4) palestra de degustação apenas para alunos do POSIDAAM e jornalistas, de 19h15 às 20h15; e 20h30 às 21h30; e curso intensivo “Oratória – técnicas para falar em público”, aberto ao público, no sábado (5), das 8h30 às 17h.
Mattos que é especialista no assunto e decifra algumas dúvidas em torno deste assunto que para alguns pode ser fácil, mas que para a maioria pode ser algo bastante temido, em entrevista para o Estilo de Vida. Confira!

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email