Pólo Moveleiro de Manaus está previsto para ser inaugurado em março

A partir de investimentos de R$ 10,5 milhões, o primeiro pólo moveleiro de Manaus, em construção desde 2005, tem data de inauguração prevista para o próximo mês de março. Ao todo são 24 galpões, com tamanho de 450 m2 cada um, que serão construídos numa área total de 105 mil m2.

O presidente da Aimazon (Associação da Indústria de Movelaria do Estado do Amazonas), Waldemarino Duarte Alecrim, avaliou que esse projeto deve elevar o setor de movelaria da cidade. “Se for bem estruturado, ou seja, sob a gestão da iniciativa privada, como ele está sendo proposto, com certeza deve resultar em ganhos significativos às indústrias locais”, disse.

A vantagem oferecida às fabricantes é a oferta de infra-estrutura física, disponibilidade de maquinários industriais e a possibilidade de compras compartilhadas entre as empresas, que funcionarão no mesmo local.

Formação profissional

Além disso, o projeto também prevê a construção de uma escola de formação profissional nessa área, que deve preparar cerca de 250 alunos por ano em diferentes cursos de produção de móveis, como o de tecnologia na área madeireira. Esse centro de formação também irá oferecer incentivo para a contratação de estudantes no próprio pólo.

Duarte Alecrim também avaliou que, atualmente, a inauguração do pólo moveleiro de Manaus vem em um momento bastante oportuno às indústrias do setor, em razão das perdas em faturamento, registrada no ano passado.

“As fabricantes de movelaria apresentaram um declínio de 18% em sua receita de vendas no ano passado, quando comparado a 2006, um incentivo como esse projeto irá contribuir muito para melhorar a situação do setor”, explicou Alecrim.

Baixa cotação da moeda prejudica exportações

De acordo com o executivo, a perda no potencial de competitividade no mercado externo tem sido uma das principais razões para a queda de mercado das indústrias do segmento. “Muitas dessas empresas trabalham com vendas ao exterior, então como a moeda americana apresentou uma cotação baixa em 2007, o preço do nosso produto em outros países ficou mais elevado com a valorização do real e isso ocasionou grandes decréscimos às exportadoras”, justificou Alecrim.

No ano passado, o dólar encerrou o ano apresentando uma forte queda de 16,8% ao fechar com uma cotação de R$ 1,777. Nos últimos 12 meses, o real foi valorizado em dobro, se comparado a 2006. Em dezembro de 2007, o dólar recuou 0,95%.

O quadro negativo para as moveleiras exportadoras também surtiu efeitos negativos no número de empregos, que apresentou uma redução de 8% num quadro comparativo a 2006. “Fazemos o controle do faturamento do setor, por meio de pesquisas baseadas nos resultados de nossas 18 empresas associadas”, assinalou o executivo.

O pólo moveleiro está sendo construído no Km 8 na avenida do turismo.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email