10 de abril de 2021

Pólo de duas rodas revela potencial com crescimento de 42,22%

https://www.jcam.com.br/12022008_CAPA_A5.jpg
Faturamento do pólo eletrônico sofreu retração de 4,31%, comparando à receita de US$ 7.876 bilhões em 2006. Resultado de 2007 foi “puxado”, sobretudo, pela produção de TVs de LCD

Com faturamento de US$ 5.962 bilhões, o pólo de duas rodas encerrou 2007 em segundo lugar no ranking dos segmentos com maiores receitas do PIM (Pólo Industrial de Manaus). O desempenho das fabricantes de motocicletas foi inferior apenas ao resultado alcançado pelo setor eletroeletrônico, que contabilizou US$ 7.536 bilhões no ano passado, o que representa 29,35% da receita total da ZFM (Zona Franca de Manaus).
Já as empresas de motos do PIM tiveram participação de 23,22%, ficando 6,13 pontos percentuais atrás do carro-chefe da indústria local, o segmento eletroeletrônico.
A receita das produtoras de motocicletas apresentou crescimento de 42,22% em 2007 frente ao total obtido em 2006, que somou cerca de US$ 4.192 bilhões. No acumulado do ano passado, a produção de motocicletas do Distrito Industrial de Manaus chegou a 1.879 milhão de unidades, registrando incremento de 23,96% em relação ao montante fabricado no ano anterior (1.516 milhão de motos).
Em 2007, as empresas do segmento somaram a venda de 1.891 milhão de unidades contra 1.466 milhões de motocicletas em 2006, computando acréscimo de 28,95%.
Em contrapartida, o faturamento do pólo de eletrônicos sofreu retração de 4,31%, comparando à receita de US$ 7.876 bilhões em 2006. Porém, o resultado de 2007 foi “puxado”, sobretudo, pela produção de televisores com tecnologia de LCD (tela de cristal líquido), que apresentou acréscimo de 326,80% ante ao índice de 2006 e faturamento de US$ 963.011 milhões. No ano passado, as fábricas do PIM produziram 802.798 unidades, enquanto que em 2006 foi fabricado o montante de 188.095 televisores. Já as vendas deste produto chegaram a 800.640 TVs em 2007 e 185.512 unidades no ano anterior.
No website do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o segmento de duas rodas é apontado como o principal motivador do incremento de 4,5% da indústria do Amazonas em 2007, que sofreu retração de 2,2% em 2006 em relação ao ano anterior. Segundo informações do órgão, outros setores da indústria local que impulsionaram o crescimento industrial do Estado foram o de concentrados de bebidas, aparelhos de DVD e fornos microondas.

Divergências
encontradas

Porém, conforme os indicadores de desempenho econômico do pólo, divulgado pela Suframa (Superintendência da Zona Franca de Manaus), a produção de DVD teve queda 7,91% em 2007 e faturamento de US$ 458.942 milhões, receita abaixo das computadas com as vendas de CDs (US$ 750.167 milhões) e monitores de LCD (US$ 833.051 milhões), por exemplo. Já o setor de bebidas fechou 2007 com faturamento de US$ 192.335 milhões, apresentando decréscimo de 8,56% em relação a 2006 e representando 0,75% do faturamento total do PIM.
Assim como o IBGE, representantes da indústria do Estado confirmaram que o pólo de duas rodas foi um dos principais incentivadores do resultado positivo alcançado pela indústria do Amazonas. “O PIM registrou produção significativa de motos em 2007. Para este ano, a perspectiva é a manutenção deste segmento no topo da lista devido à entrada de novos produtores”, disse o diretor-executivo da Fieam (Federação das Indústrias do Estado do Amazonas), Flávio Dutra.
No entanto, além do forte desempenho da fabricação de motos, os dirigentes apontaram o acréscimo da produção de notebooks e televisores de LCD como incentivadores do crescimento da indústria local. “Em 2007, o setor eletroeletrônico teve como ponto forte a fabricação de TVs com tela de LCD, sendo esta tecnologia compatível com o sistema de transmissão digital”, afirmou Dutra.
Segundo o diretor, na área de informática o destaque foi o incremento da demanda por computadores portáteis.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email