Planseq Manaus destinará curso específico para Copa

Durante o último final de semana a Prefeitura de Manaus participou de uma importante audiência pública que discutiu propostas e diretrizes do Plano Setorial de Qualificação (Planseq) para a Copa do Mundo, a ser levado a cabo nas 12 cidades-sede de jogos do mundial de 2014.
O evento aconteceu na sede da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), na Cinelândia. Na ocasião, o representante da prefeitura, o secretário municipal do Trabalho e Desenvolvimento Social, Vital Melo, solicitou para a capital amazonense a inclusão de cursos profissionalizantes específicos, como piloto de embarcações regionais (voadeiras, rabetas), brigadeiro de incêndio e costureiro de fardamento industrial, na grade do Planseq.
“É necessário que o Planseq atenda à demanda de cursos de acordo com a necessidade de cada cidade-sede, considerando o potencial econômico e as características regionais das capitais”, explicou.
Durante a audiência pública, que reuniu gestores das 12 capitais que vão sediam o mundial no Brasil em 2014, formou-se uma comissão para absorver as sugestões e encaminhamentos. O Planseq prevê investimentos de R$ 150 milhões em qualificação e capacitação de mão de obra especializada até 2013, com recursos do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).
O plano define uma variação de cursos nos setores serviço, comércio, indústria, construção civil, e outros, todos voltados ao bem-estar do turista atraído pelo maior evento de futebol do planeta. A grade de cursos inclui o inglês instrumental como complemento em todos os cursos.
Em nível local, a iniciativa ficará a cargo do Sine/Manaus, braço da Prefeitura de Manaus para qualificação e requalificação profissional e intermediação a empregos.

Manaus bilíngue

O secretário anunciou também que o programa “Manaus Bilíngue” deve ser executado em 2011. O Manaus Bilíngue prevê qualificação gratuita de quatro mil trabalhadores nos idiomas inglês, espanhol e mandarim (chinês) em três anos de curso. O programa está orçado em R$ 12 milhões, devendo, ainda, receber recursos do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). A prefeitura estima que sejam gerados cerca de 20 mil empregos diretos e indiretos com a Copa em Manaus.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email