Planejamento na prática para 2021

Nessa última coluna de final de ano, venho falar sobre uma pessoa que com apenas 12 executivos, criou a maior empresa do mundo.

A instituição fundada por ele já tem mais de 2 mil anos, muitos membros dão a vida por sua organização e ela tem filiais espalhadas pelo mundo afora.

Coloque a vida e o ensino de Jesus fora de qualquer contexto espiritual ou místico e encontrará uma sabedoria altamente relevante ao meu e ao seu mundo, o mundo dos negócios. Vamos falar um pouco sobre como imitar Jesus Cristo em nossos negócios e sermos bem-sucedidos como ele, nesse novo ano de 2021.

Elimine as dificuldades

Uma dificuldade muito grande que poderia impedir a organização de Jesus de crescer era seu principal concorrente, chamado Saulo. Podemos afirmar com segurança que o alistamento de Paulo à causa de Jesus é um dos recrutamentos mais brilhantes e bem-sucedidos da história da organização humana. Saulo tornou-se Paulo e além de ser recrutado, foi também recrutador, levantador de fundos e um dos mais conhecidos porta-voz da mensagem da organização. Paulo foi um homem-chave.

Paulo era o mais energético e temido dentre os adversários da recém-criada organização estabelecida por Jesus.

Quando você definir quem é o homem chave para a sua empresa, mesmo que seja do concorrente, não hesite. Vá e contrate-o. Quando se trata de uma posição chave, não perca tempo.

Não tenha medo de riscos

Sabemos que em todo investimento existem riscos. Jesus deixou isso claro na parábola contada em Mateus 25:14-30, a qual relata que um senhor, saindo de viagem, confiou certas quantias de dinheiro a seus servos para que eles as aplicassem em sua ausência. Ele confiou as maiores quantias aos que tinham maior capacidade. Os que investiram fundos e aplicaram, receberam elogios do patrão, aquele, porém que enterrou a quantia que lhe fora confiada e devolveu só o valor que lhe fora dado recebeu a ira do seu senhor.

Na condição de executivos e gerentes de uma empresa, nossa tarefa não é a de preservar o capital, mas fazê-lo crescer. Significa assumir riscos calculados.

Prepare-se para os dias difíceis

Na vida e nos negócios, existem os dias difíceis. Muitas empresas que tiveram glória no passado, em períodos difíceis, quebraram.

Jesus preparou seus seguidores para os dias difíceis, sempre os advertindo. O preparo de Jesus valeu a pena num grau extraordinário. O empreendimento deles não ruiu quando os dias difíceis chegaram. Ao contrário, depois de passar pelas provações, a Igreja emergiu mais forte e vibrante do que nunca.

Quando se trata de negócios, é necessário estar preparado tanto para as dificuldades comuns como para períodos de crise específicos. Reservas financeiras e um plano bem elaborado durante esses períodos, geralmente, são a chave para a sobrevivência.

Jesus, com grande sabedoria, investiu muito de seu tempo ensinando e planejando para os dias difíceis. Faça isso também.

Avalie sempre

Jesus avaliava seus discípulos constantemente, na maioria das vezes, por meio de perguntas. Ele queria ter certeza de que eles estavam absorvendo de fato tudo aquilo que Ele se esforçava para ensinar.

Nunca assevere que a comunicação foi de fato estabelecida. Assegure-se de que aqueles que trabalham com você compreendem tanto os objetivos da empresa como os métodos para alcançá-los. Avalie isso por meio de perguntas.

A avaliação deve ser uma prática constante e freqüente. Fazer perguntas deve constituir-se numa de suas ferramentas gerenciais de maior uso.

Seja um servo

Durante todo o tempo em que Jesus estabelecia sua organização, ele enfatizou repetidamente que devemos ser servos, ressaltando que o caminho para o sucesso é dar primazia aos outros.

O fato é que o caminho mais seguro para o sucesso de um executivo é pôr seus empregados e seus clientes em primeiro lugar, ou seja, servi-los e ir ao encontro das necessidades de suas necessidades.

É importante salientar que servir seus empregados ou clientes não se trata de ser um tolo. Para ir ao encontro das necessidades deles, sua empresa tem de ser bem-sucedida. Somente empresas de sucesso sobrevivem para servir.

Meu pai sempre citava a mim este ponto e, como bom exemplo, falava sobre Ulisses Tapajós Neto, o qual já conhecemos a história.

Descanse

Jesus fazia questão de reservar um tempo a sós para orar e refletir. Ele tinha hora para dormir. Houve ocasiões em que todos os discípulos estavam acordados, mas Jesus dormia.

Talvez nos pareça uma postura politicamente correta, ser visto como alguém dinâmico, que nunca pára para descansar, que nunca reserva tempo para si. Mas, um executivo bem descansado faz mais do que um executivo cansado e estressado. Tire férias. Férias de verdade, férias em que você realmente se desligue do escritório.

Nesse novo ano que iniciará daqui alguns dias, podemos decidir mudar nossos comportamentos e atitudes. Podemos refletir em como melhorar, parecendo-se mais com o maior executivo de todos, que estruturou a “empresa” mais bem estruturada de todos os tempos.

Um ótimo 2021 para todos nós!

Fiquem todos com Deus!

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email