Pirarucu no tucupi, versão tacacá

Saiu na tarde de quarta-feira, 9, o resultado do concurso gastronômico Brasil Sabor 2021, promovido pela Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes) e os três primeiros colocados foram em primeiro lugar, Nics Hamburgueria (Brasileirinho); em segundo, Restaurante Papa Sopa (Pirarucu no tucupi); e em terceiro, Namak Asian Cuisine (Sushi riomar). Nesta série de três reportagens mostraremos um pouco da história das três lojas, de seus proprietários e dos pratos vencedores.

Leandro Araújo é o proprietário do Papa Sopa que, pelo nome, já dá para saber qual o prato principal do cardápio. A soparia existe há 15 anos, no mesmo lugar, no Centro Comercial Laranjeiras (Parque Dez de Novembro) e nesse tempo todo de existência Leandro nunca havia participado de nenhum dos eventos gastronômicos da Abrasel por desconsiderar suas chances de vencer.

“Dessa vez, também, eu nem iria participar, apesar de sempre receber convites do pessoal da Abrasel, que dessa vez insistiram e me convenceram a fazer a inscrição. Eu fui o 40º associado a se inscrever, ou seja, o último dos 40 concorrentes”, revelou.

Leandro Araújo, “diria que é uma versão do tacacá, mas bem melhor do que o tradicional” – Foto: Divulgação

Esta foi a 15ª edição do Brasil Sabor, que começou no dia 20 de maio e encerrou no dia 6 passado. Os pratos, em disputa, obrigatoriamente, deveriam conter ingredientes regionais e a Abrasel pediu que todos seguissem o conceito dos 3S (Saúde, Sabor e Segurança).

“Como eu me inscrevi aos 45 minutos do segundo tempo, não deu tempo de criar um prato específico para o concurso, então busquei nos 21 itens de sopa que formam o meu cardápio e escolhi uma que está entre as mais solicitadas e sempre fez sucesso junto aos clientes”, explicou.

Como surgiu a nova sopa

O ‘Pirarucu no tucupi’ é uma das últimas sopas criadas por Leandro e veio atender ao pedido dos clientes, seguindo a principal premissa a ser obedecida por quem trabalha com prestação de serviços. É o que os especialistas chamam de ‘momento mágico’, quando o cliente percebe que a empresa é ainda melhor do que ele esperava.

“Os clientes pediam que eu servisse tacacá, a nossa conhecida sopa regional, mas tacacá você encontra em todo canto de Manaus, então eu pensei em como desenvolver uma variação dessa sopa tão nossa”, contou.

Leandro é filho de pais apreciadores da boa comida, e com eles aprendeu a cozinhar. Algumas das 21 sopas servidas no Papa Sopa foram desenvolvidas por ele e testadas em casa com sua esposa e filhos. Quando eles aprovam, a sopa vai pro cardápio. Com o ‘Pirarucu no tucupi’ não foi diferente. Há quatro anos, Leandro comprou os ingredientes com fornecedores que já abastecem o restaurante há anos, material de excelência.

Adquiriu o pirarucu seco de um, o tucupi de outro, o jambu e o camarão de um terceiro e se preparou para o teste.

“Dessalguei o pirarucu em água gelada, para que a carne não perdesse a consistência. Depois cortei em pequenos pedaços quadrados e os fritei. Em seguida mergulhei tudo no tucupi, o pirarucu, o camarão e o jambu”, explicou.

Sopa pronta, Leandro a achou tão bonita e logo tirou fotos postando nas suas redes sociais. Nem demorou para amigos e parentes começarem a publicar comentários de que iriam até a casa dele somente provar a sopa. Aprovada nas fotos, não foi diferente quando servida no restaurante.

Excelência da vinagreira

De acordo com Leandro, o ‘Pirarucu no tucupi’ é um prato vencedor, pois nunca deixou de vender bastante.

“Diria que é uma versão do tacacá mas, na minha opinião, bem melhor do que o tradicional”, afirmou.

Entre os 21 sabores do Papa Sopa, misturam-se os tradicionais, como as sopas de carne, de mocotó, de legumes, de cebola, de ervilha, a famosa canja, o caldo de feijão preto e o caldo verde, entre outros, e os sabores criados por Leandro.

“O caldo verde é bastante conhecido e popular, ainda assim o meu é diferenciado. O segredo de uma boa comida está no tempero. Eu uso a vinagreira para dar um toque especial”, falou.

A vinagreira é uma planta medicinal, de origem africana, que se deu muito bem no Maranhão, mas está sendo bem utilizada nos restaurantes de Manaus e pode ser facilmente encontrada plantada nos arredores da cidade.

“Tenho uns clientes portugueses, que vêm sempre a Manaus e aqui comigo. Dizem que meu caldo verde é melhor do que o servido em Portugal. Também tem a sopa de bacalhau. Eu fui o primeiro a servi-la, em Manaus, há seis anos”, garantiu.

Leandro ainda criou a sopa de abobrinha com camarão e jabá, a de mandioquinha com camarão e, a mais recente, criada em janeiro, de mandioquinha com jabá.

Quem quiser saborear estas, e o ‘Pirarucu no tucupi’, o Papa Sopa funciona de segunda-feira a sábado, das 18h30 às 23h, na av. Tancredo Neves, 1142, Loja 7. Delivery pelo 9 9378-0410. Redes sociais: Papa Sopa Manaus.    

Foto/Destaque: Divulgação        

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email