Pirarucu do Amazonas é opção dos chefs nos restaurantes de São Paulo

Começa hoje o Festival Gosto da Amazônia que acontecerá nos renomados restaurantes de São Paulo no período de 19 a 29 de novembro, incluindo receitas exclusivas com o maior peixe de água doce de escamas do mundo, o pirarucu.

Pela primeira vez, a capital paulista reúne vinte restaurantes para oferecer a seus clientes um cardápio diferenciado com o pirarucu selvagem de manejo, oriundo das comunidades tradicionais do Amazonas que obedecem todos os critérios de pesca sustentável. O manejo do pirarucu é um método exemplar de conservação da região amazônica e do desenvolvimento da economia local, operacionalizado diretamente pelas comunidades ribeirinhas.

A comercialização do peixe é coordenada pela Associação dos Produtores Rurais de Carauari (Asproc), com abrangência de várias comunidades que possuem ordenação produtiva baseada nos conceitos do comércio legal e da economia solidária.

O pirarucu (nome científico: Arapaima gigas) pode atingir dois metros e meio de comprimento e o peso chega até 80kg. Nesse manejo a alimentação da espécie é toda natural com processo de crescimento feito diretamente nos rios e lagos das várzeas do estado do Amazonas.

O evento

Organizado pela Associação de Produtores Rurais de Carauari (ASPROC) o pirarucu será servido nos endereços nobres da gastronomia paulista. “Estamos oferecendo a oportunidade para o consumidor consciente ajudar na conservação da Floresta Amazônica e também remunerar de forma digna as famílias que fazem a proteção daquele ecossistema”, reforçou Adevaldo Dias, responsável pela comercialização do pirarucu na Associação. “Até então, 90% da nossa produção era comercializada no Amazonas. No ano passado, demos um passo para o Rio de Janeiro e agora chegamos em São Paulo”, concluiu.

As ações do projeto Gosto da Amazônia 2019 foram concentrados no Rio de Janeiro, onde os grandes Chefs testaram e aprovaram o produto, com oficinas gastronômicas do SindiRio e tiveram a oportunidade de viajar para o Amazonas e e ver de perto o manejo realizado pelos índios da tribo Paumari.  O Gosto Amazônia também participou do RioGastronomia e organizou  na capital carioca dois festivais no Cadeg e no Shoping Uptown com varias degustações criativas do pirarucu selvagem.

Parcerias

Para essa primeira temporada em São Paulo, a parceria foi selada entre o Mundo Mesa que é o curador de conteúdo e selecionador dos restaurantes participantes, a Associação Nacional de Restaurantes (ANR) e a Biobá Distribuidora que fez a ponte comercial entre os produtores ecológicos e o comércio paulista.

O lançamento do produto nos restaurantes da capital paulista agregou valor imensurável à produção do pescado aliado a versatilidade das sugestões dos renomados Chefs. A venda teve início no final de julho via Biobá Distribuidora pelo fone (61) 98441-4535, e-mail: [email protected]com.br

Rota do Pirarucu

Agora escolha o restaurante e sugestões dos chefs:

Aizomê – Pirarucu Saikyo marinado ao saquê e grelhado com cogumelos e tsukemoto de maxixe. Onde: Alameda Fernão Cardim, 39 – Jardim Paulista;

Pirarucu Saikyo do restaurante Aizomê (foto Ricardo D’Angelo)

Attimo – II Pesce com fatias de pirarucu defumado, marinado com limão siciliano, pimenta preta servido sbre leito de tomate cereja. Onde: Rua Diego Jacome, 341 – Vila Nova Conceicão;

Banzeiro – Pirarucu Amazônico. Onde: Rua Tabapuã, 830 – Itaim Bibi;

Brique – Pirarucu com tubérculos: Roll de Pirarucu grelhado com mandioquinha e acelga tostada, picles de cenoura, beterraba marinada e molho de vinho branco com alho. Onde: Rua Dr. Fonseca Brasil, 107 – Morumbi;

Cantaloup – Lombo de pirarucu grelhado com manteiga queimada aromatizada com baunilha, risoto de ervilhas e aspargos verdes ao molho de tucupi. Onde: Rua Manuel Guedes, 474 – Itaim Bibi;

Capim Santo – Pirarucu Conflitado com molho de Tacacá acompanhado de purê de palmito pupunha e farofa cítrica de Bragança. Onde: Av. Brg. Faria Lima, 2705 – Jardim Paulistano;

Chez Claude – Boiullabaisse de pirarucu. Onde: Rua Prof. Tamandaré Toledo, 25 – Itaim Bibi;

Due Cuochi – Pirarucu selvagem ao molho cúrcuma e coco com purê de cará e rama de tomates assados. Onde: Rua Manuel Guedes, 93 – Itaim Bibi e Shopping Cidade Jardim, Av. Magalhães Castro 3º piso;

Galo Véio do Distrito – Posta de pirarucu levemente defumado e finalizado na parrilla. Leva manteiga de ervas e limão, legumes tostados com farofa galo véio. Onde: Rua Aureliano Guimarães, 100 – Morumbi;

Grand Hyatt – Lombo de pirarucu abraseado no tucupi, com pupunha, coulis de jambu e farofa de açaí. Onde: Av. Das Nações Unidas, 13301;

Jacarandá – Confit de pirarucu com salada cítrica de arroz negro e pimentão defumado. Onde: Rua Alves Guimarães, 153 – Pinheiros;

Le Jazz – Barriga de pirarucu à meuniere cm arroz de jasmim e vagem. Onde:  Rua dos Pinheiros, 254 – Pinheiros e Av. Higienópolis, 618 – Higienópolis;

Loup – Pirarucu ao forno com crosta de aviú, purê de fruto da pupunha com geleia de açaí e emulsão de tucupi. Onde: Rua Dr. Mário Ferraz, 528 – Itaim Bibi;

Micaela – Pirarucu grelhado com risoto de tucupi e jambu com arroz bomba. Onde: Rua José Maria Lisboa, 228 – Jardins;

NB Steak – Pirarucu na brasa com caldo de tucupi. Onde: Av. JK, 816 – Itaim Bibi e Alameda Rio Negro, 650 – Alphaville Industrial – Barueri/SP;

Pobre Juan – Pirarucu amazônico, farofa na manteiga de garrafa, arroz de coco e molho de moqueca. Onde: Rua Com. Miguel Calfat, 525 – Vila Olímpia;

Praça São Lourenço – Carpaccio d pirarucu, folhas de jambu, rúcula selvagem e salsa crioulla. Lombo de Pirarucu, molho de camarão, arroz de coco e farofa copioba. Onde: Rua casa do Ator, 608 – Vela Olímpia;

Quintana – Pirarucu grelhado servido com mandioca, farofa d banana e vinagrete de salsa criolla e picles de abóbora. Onde: Rua Alessandro Volta, 151 – Brooklin;

Ruella – Pirarucu grelhado ao molho bisque com cúrcuma da terra e castanha do Brasil acompanha purê de banana com gengibre. Onde: Rua João Cachoeira, 1507 – Vila Olímpia;

Tasca da Esquina – Lombo de Pirarucu com purê de feijão branco, vinagrete de cebola roxa e farofa de torresmo e coentro. Onde: Alameda César – Centro;

Veríssimo – Pirarucu com couscous de farinha d’água, banana da terra e castanha do Brasil com caldo de tucupi e camarão seco. Onde: Rua Flórida, 1488 – Brooklin Novo.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email