Pior desempenho em 16 meses

O Amazonas exportou em junho US$ 68 milhões. O valor é o menor registrado desde fevereiro de 2012, quando as exportações foram responsáveis por US$ 65,6 milhões do faturamento do PIM. Se compararmos junho de 2013 com o mesmo mês no ano passado, houve uma redução de 11,57%. Em junho de 2012 os valores foram de US$ 76,9 milhões em exportação. Os dados são do Mdic (Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior) e Secex (Secretaria de Comércio Exterior).
A queda de desempenho da exportação foi visto com surpresa pelo coordenador geral de comércio exterior da Suframa, Luiz Frederico Aguiar. “É preciso ver os dados da Suframa para analisar e a superintendência ainda não possui os dados de junho. Mas com a alta do câmbio esperávamos um resultado positivo no que diz respeito a valores” comentou.
Se compararmos o desempenho de junho com o mês anterior a redução nos valores de exportação são ainda maiores, -27,88%. Em maio os valores chegaram a US$ 94 milhões, o segundo melhor desempenho do semestre, perdendo para abril com US$ 99 milhões. Focar o aumento nas exportações é uma das cinco prioridades destacadas no plano de ação da Suframa para o ano, que até então vinha alcançando desempenhos superiores aos obtidos em 2012.
O economista, Alfredo Lopes, explica que com o fortalecimento da economia nos EUA as indústrias americanas começam a se movimentar. “As industrias americanas começam a ir atrás de outros mercados, procuram se expandir, isso acaba refletindo em uma perda de competitividade do PIM, o que explica essa baixa na redução” comenta.
Apesar de um mês com desempenho abaixo da média, as exportações do primeiro semestre em 2013 ainda apresentam um resultado melhor ao obtido em 2012. O Amazonas exportou USS 507,5 milhões em 2013 contra US$ 443,8 milhões nos seis primeiros meses do ano passado. Um crescimento de 12,7%.
No entanto, Alfredo Lopes destaca que há uma tendência de redução se não forem criados mecanismos para incentivar a exportação, pois os principais importadores de produtos do PIM também estão sentindo os efeitos do avanço da economia americana. “A América Latina no geral passa pela mesma situação que o Brasil. As mesmas dificuldades e consequentemente o mesmo recuo econômico, com isso acabam comprando mesmo. O Banco Central anunciou que o Brasil tem a pior prévia do PIB desde 2008, significa que a atividade industrial no país, está sendo reduzida, não só no Amazonas”, comenta.

Balança Comercial

As importações amazonenses demonstraram crescimento em junho. Foram US$ 1,185 bilhão em importações em junho de 2013 contra US$ 1,075 bilhão no mesmo mês de 2012. No acumulado do semestre as importações sofreram um crescimento de 2,49%, com US$ 6,619 bilhões movimentados com produtos importados neste ano. Com o alto volume de importações a balança comercial segue negativa. O saldo geral no semestre é de –US$ 6,111 bilhões, contra –US$ 6,010 bilhões no mesmo período de 2012. O que apresenta um déficit crescente de 1,65% na comparação entre os semestres.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email