Pioneer investe em nova planta para elevar produção

Com o objetivo de expandir em 25% a capacidade produtiva, a Pioneer do Brasil vai inaugurar no mês de maio deste ano sua sede própria na avenida Torquato Tapajós. A empresa, instalada há pouco menos de cinco anos em uma unidade alugada no PIM (Pólo Industrial de Manaus), produz 800 mil rádios e DVDs automotivos anualmente.
Em 2008, a meta da fábrica japonesa é atingir a fabricação total de 1 milhão de unidades, registrando incremento em torno de 10% no faturamento da companhia.
Para alcançar a cifra, a indústria vai deixar a fábrica de 6.000 mil m2 no Distrito Industrial para ocupar uma área construída de 13 mil m2 num terreno de 40 mil m2. O diretor da Pioneer, Pedro Noboro, informou que os investimentos na construção da nova unidade e na aquisição de máquinas e equipamentos contabilizaram R$ 26 milhões. A mudança de dependências vai ocorrer entre final de março e início de abril.
Segundo o executivo, outra novidade é a ampliação do quadro de funcionários, que passará a ser composto por aproximadamente 700 empregados diretos. “Hoje, a empresa gera 460 postos de trabalho. A idéia é contratar mais 200 pessoas até o mês de outubro deste ano”, disse. Os empregos indiretos –serviços terceirizados nos setores de limpeza, alimentação e segurança– chegam ao todo a 50, passando para 70 a partir da mudança para a nova sede.
O mix de produtos oferecidos pela Pioneer compreende 16 modelos diferentes. Deste total, doze são de auto-rádios, três de aparelhos de DVD automotivos e um de sintonizador de TV.
A indústria nipônica planeja ampliar a oferta para 20 produtos, englobando quatro novos tipos de DVDs. “Os aparelhos devem chegar ao mercado entre junho e julho de 2008”, afirmou Noboro. Conforme o diretor, estes produtos agregam diversas tecnologias, possuem função de velocímetro do carro e terão tela com tamanho diferenciado.
A gerente de produção, Inês Carolina Barbosa, informou que, a partir deste ano, todos os modelos produzidos na Pioneer vêm com controle remoto. “O carro-chefe da fábrica são os auto-rádios mais simples e baratos que lêem CD com músicas no formato MP3 e WMA e possuem rádio AM/FM”, comentou. Já os “top de linha” agregam bluetooth, display colorido, entrada USB frontal, conexão com Ipod e dual illumination (iluminação dupla), tecnologia que garante a combinação do aparelho com a cor do painel do carro. Os preços sugeridos variam entre R$ 400 e R$ 1.500.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email