14 de abril de 2021

PIB apresenta retração de 0,7% no segundo trimestre

A economia dos Estados Unidos registrou uma retração de 0,7% no segundo trimestre, segundo dados revisados e divulgados pelo Departamento do Comércio

A economia dos Estados Unidos registrou uma retração de 0,7% no segundo trimestre, segundo dados revisados e divulgados pelo Departamento do Comércio. O dado representa uma melhora em relação à estimativa divulgada anteriormente, de queda de 1%.
No trimestre passado, o PIB refletiu principalmente as contribuições negativas dos estoques de investimentos privados, nos investimentos fixos nos setores residencial e não residencial, dos gastos dos consumidores e das exportações. No lado positivo houve aumento nos gastos do governo federal e de governos estaduais e locais. As importações diminuíram no período, segundo o departamento.
Para o terceiro trimestre as expectativas dos analistas são positivas. A consultoria Blue Chip Economic Indicators prevê que a recessão em que os Estados Unidos se encontram desde dezembro de 2007 vai terminar neste terceiro trimestre, com um crescimento de 3% no PIB -mesma taxa prevista pelo banco americano JP Morgan.
A estimativa divulgada é baseada em dados mais completos que os que estavam disponíveis quando da divulgação da estimativa anterior. No 1° trimestre deste ano, a economia teve contração de 6,4%.
O presidente do FED (Federal Reserve, o BC americano), Ben Bernanke, disse no mês passado que a recessão “provavelmente” já acabou.
No comunicado divulgado após a reunião do último dia 23, o FED considerou que a economia americana conseguiu “ganhar velocidade” após um declínio acentuado.
Segundo o banco, “embora a atividade econômica provavelmente vá permanecer fraca por algum tempo, o comitê espera que as ações para estabilizar os mercados financeiros e as instituições, os estímulos fiscais e monetários e as forças do mercado vão apoiar um reforço no crescimento econômico e uma volta gradual a níveis mais altos de utilização de recursos em um contexto de estabilidade de preços”.

Perda de empregos

O setor privado da economia americana perdeu 254 mil postos de trabalho em setembro, segundo dados divulgados pela consultoria de recursos humanos ADP Employer Services. Trata-se do menor número de vagas fechadas no país desde julho do ano passado, segundo a consultoria.
No mês passado, o setor perdeu 277 mil postos de trabalho -o dado revisado é menor que a estimativa inicial, de corte de 298 mil vagas.
A expectativa dos analistas era de que a pesquisa fosse apresentar um corte de 200 mil empregos.
A pesquisa da ADP é vista pelo mercado como uma estimativa prévia do resultado oficial e é aguardado com ansiedade por investidores e analistas.
Nesta sexta o Departamento do Trabalho vai divulgar os dados sobre o mercado de trabalho referentes a setembro.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email