9 de maio de 2021

Pets: Eles também sentem impactos na saúde nesta época de chuvas intensas

Os dias chuvosos são um convite para a manifestação de problemas respiratórios. Aliada à alta umidade, o clima tropical quente e úmido predispõe o aparecimento de vírus e bactérias nesta época do ano. É o caso de nossa região, onde a umidade pode variar de 60% a 80%, em média.

E é aí que aumenta o risco para se contrair as mais diversas doenças que afetam o sistema respiratório. Nessas condições, os micro-organismos encontram o ambiente ideal para a proliferação – tanto em humanos quanto nos animais de estimação, que convivem conosco diariamente e também estão expostos a enfermidades infectocontagiosas, agressivas, muitas vezes irreversíveis e letais. 

E haja espirros, coriza, tosse, febre….E não é nada agradável presenciar o extremo desconforto em alguém com as vias aéreas obstruídas. Assim também ficam os nossos amiguinhos. Eles sofrem tanto quanto a gente. Então, é hora de tomar as medidas preventivas para combater eventuais doenças que possam ameaçar a saúde deles. 

E a gripe é uma delas. Evitar ambientes úmidos e extremamente insalubres é uma boa medida. E não leve o seu amiguinho para o passeio em hipótese nenhuma se estiver chovendo. E se houver a ameaça de cair um aguaceiro, pense duas vezes. Mantenha seu pet em casa e busque outras maneiras para ele aliviar o estresse, extravasar suas emoções. Deixe-o à vontade para as travessuras – um cão serelepe, com certeza esbanja muita saúde. Mas é preciso sempre protegê-lo, observando os ambientes e as situações mais perigosas.

Afinal, você tem recursos e mecanismos de sobra para entretê-lo – bater uma bola, incentivá-lo a se exercitar com uma corridinha em casa, etc. E ainda pode recorrer a brinquedos produzidos sob medida para deixar o seu amiguinho mais alegre, mais interativo e saudável. São medidas simples que não custam praticamente nada e podem prevenir muitos problemas de saúde.

Uma gripe mal curada pode evoluir para uma pneumonia galopante, causando morte súbita. Vacinas podem prevenir a doença em cães e gatos. São duas doses consecutivas e um reforço a cada ano. E não negligenciar na vacinação é uma forma de melhorar a qualidade de vida e permitir que os pets vivam mais tempo conosco.

A vitamina C também reforça a imunidade dos bichinhos nessa época do ano. Então, é bom adicioná-la a alimentos ou dar diretamente na boca do animal. A dose deve ser correspondente ao tamanho e peso do pet. O veterinário pode elaborar um bom esquema preventivo para proteger os bichinhos, além das vacinas habituais.

Por terem o sistema imunológico mais sensível, os animais idosos estão mais expostos a doenças. Portanto, deve-se redobrar os cuidados com eles para casos de gripe e ainda de artrose, que começa a aparecer lá pelos oito anos de vida. Nessa fase, é importante oferecer uma dieta específica e mais rica em nutrientes, suplementos, que possam retardar os limites físicos que a vida avançada impõe a eles.  Um check up ajuda a prevenir problemas futuros. Não só para o organismo, mas também para toda sorte de adversidades que surgem com a falta de prevenção e dos cuidados básicos com os animais. Fica a dica!

POR DENTRO

. Gripe pode evoluir para pneumonias

. Manter vacinas em dia

. Melhor evitar passeios em horários mais frios

. Boa alimentação fortalece sistema imune

. Oferecer alimentos adequados

. Controle de parasitas

. Exames periódicos de sangue e imagens

DICA ANIMAL

‘Minha unha sangrou depois de cortada’

Foto: Divulgação

E não é que muita gente tem negligenciado com o corte de unha dos pets e ficam assustadas com eventuais sangramentos. Não se engane. As unhas são extremamente vascularizadas e podem sangrar muito se não forem aparadas no local certo, sem invadir os limites do vaso que irriga a área. 

Mas o problema é que praticamente a maioria dos tutores desconhece essas informações e, para economizar, decidem fazer eles mesmos o serviço em casa. E, então, lá vem a hemorragia – o sangue jorra, para o desespero de todos. 

Portanto, observe com cuidado – antes do corte, visualize o limite entre a unha e o vaso que a irriga. E só assim, você evitará eventuais hemorragias no pet que possam lhe causar desespero.

Foto/Destaque: Divulgação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email