Petrobras tem presença discreta na OTC

Dona do maior programa de investimento da área de petróleo no mundo e de contratos cobiçados por empresas de diferentes países, a Petrobras, para frustração de fornecedores, este ano terá presença discreta na OTC – a mais importante feira offshore do setor que começa nesta segunda em Houston, no Texas.
A companhia -no momento em intensa discussão sobre novas estratégias para conteúdo local e sobre como concretizar investimentos bilionários com sondas no Brasil para fomentar a indústria nacional- enviou poucos nomes de peso ao evento americano. Tampouco terá seu tradicional estande no local onde estarão mais de 2.500 empresas de mais de 40 países.
Ao mesmo tempo, permanece forte entre estrangeiros o interesse no Brasil e nas oportunidades do pré-sal, já que além do investimento recorde da Petrobras a região tem liderado as grandes descobertas de óleo no mundo. A palestra/almoço com a diretora-geral da ANP (Agência Nacional do Petróleo), Magda Chambriard, está com ingressos esgotados desde a semana passada. Também são concorridos painéis técnicos sobre tecnologias ligadas à exploraçào do pré-sal.
De Magda, executivos querem detalhes regulatórios sobre como acessar o mercado brasileiro e aguardam com expectativa sinais de quando será realizada uma nova rodada de licitações de blocos exploratórios pela ANP, o que não ocorre desde 2008.
Empresários reunidos ontem num tradicional churrasco para brasileiros, que desde 1993 acontece no domingo que antecede a feira nos subúrbios de Houston, mantinham as esperanças de que uma rodada possa acontecer ainda neste ano. Estavam presentes entre a centena de convidados no jardim bucólico de um empresário do setor representantes do alto escalão do Grupo EBX, da Andrade Gutierrez, da Sete Brasil, entre outras.
A OTC acontece duas semanas após a presidente da Petrobras, Graça Foster, ter recebido em Brasília a secretária de Estado americana, Hillary Clinton. Hillary mostrou interesse em participar da exploração do pré-sal. Em resposta, Graça Foster disse que fornecedores americanos são bem-vindos à companhia. Mas Graça não estará na OTC. Esta semana, tem na agenda uma viagem para a África em comemoração ao aniversário do BNDES.
Da Petrobras, os principais nomes presentes na OTC são Carlos Tadeu, do centro de pesquisas da companhia (Cenpes), cotado neste ano duas vezes para uma diretoria na empresa, e Solange Guedes, da Engenharia de Produção.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email