Petrobras pode voltar a investir em gás

A Petrobras confirmou que pode operar mais um campo de produção de gás na Bolívia. De acordo com o gerente-executivo para o Cone Sul, Décio Oddone, a estatal vem discutindo com a francesa Total o possível compartilhamento da produção do campo de Itaú. Essa possibilidade é baseada em uma brecha na legislação boliviana sobre o setor de óleo e gás.

“Foi aprovado um regulamento denominado unitização. Ele determina que, quando se tem duas áreas na superfície que são contínuas, com um reservatório que se estende por mais de um bloco de produção, deve-se encontrar uma maneira de se otimizar isso. Ainda não foi provado que é o mesmo reservatório. Começamos a conversar isso com a Total em 1999. Isso nunca foi concluído”, explicou, descartando possível compra dos ativos da Total na Bolívia.
“Esse campo tem uma discussão se é continuação geológica do campo de San Alberto ou não. Isso não significa que a Petrobrás esteja comprando os ativos da Total na Bolívia. Não está e não vai”.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva já teria manifestado interesse em negociar diretamente com o presidente boliviano Evo Morales. A reunião deve ocorrer no fim de novembro. A Petrobras opera atualmente os campos de San Antônio e San Alberto, na Bolívia. Dessas áreas, sai os 28 milhões de metros cúbicos diários que abastecem o Brasil.
Oddone disse que a Petrobras trabalha com a possibilidade de fazer novos investimentos na Bolívia. Segundo ele, desde que os contratos de exploração e produção dos campos foram normalizados, em maio deste ano, as condições naquele país voltaram a se normalizar.

“À medida que isso acontece, permite que possamos avaliar novos investimentos. Dentro dos critérios de economicidade que a Petrobras adota, os investimentos na Bolívia podem acontecer de novo. Mas repito que não há nada concreto”, afirmou.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email