Petrobras comenta processo de licitação

A gerente de Novos Negócios da Petrobras, Gláucia Delgado, anunciou terça-feira, na sede da empresa, no Rio de Janeiro, que o “governo do Amazonas deu um novo passo importante no processo de licitação para a exploração da reserva de silvinita (potássio)”, localizada nos municípios de Nova Olinda do Norte, Itacoatiara, Itapiranga, Autazes, Barbsa, Silves e São Sebastião do Uatumã.
De acordo com Gláucia, na primeira etapa da licitação, as mineradoras Companhia Vale do Rio Doce, Rio Tinto, Cargill Investimentos e o Grupo Votorantim, além das estrangeiras PCS, do Canadá, BHP Billington e Günge, apresentaram estudos de viabilidade econômica e solicitaram do governo do Estado ajuda para criar infra-estrutura e logística (portos, energia e estradas) para explorar o minério no Amazonas, estimado em 1 bilhão de toneladas.
Na segunda etapa da licitação, o líder do governo na Assembléia Legislativa, deputado Sinésio Campos (PT) e os secretários estadual de Planejamento, Denys Minev, e executivo de Geodiversidade e Recursos Hídricos da SDS (Secretaria de Desenvolvimento Sustentável), Daniel Nava, se comprometeram a discutir as propostas das mineradoras para viabilizar o fechamento de contrato para exploração do minério no Estado.
“Como nenhuma empresa apresentou proposta, durante o processo de licitação, para adquirir os direitos minerários, a Petrobras passou a reter novamente os direitos”, assegurouo deputado.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email