Petrobras, BG e Repsol assinam carta de intenção

A Petrobras assinou, em conjunto com o BG Group e a Repsol, carta de intenção com o consórcio Schahin/Modec para afretamento e operação do FPSO que operará como unidade de produção, armazenamento e exportação de hidrocarbonetos no piloto de Guará, localizado no bloco BM-S-9, no pré-sal da Bacia de Santos. De acordo com o documento, que foi assinado no dia 26 de janeiro, os contratos terão a duração de 20 anos.
O FPSO, com capacidade para produzir 120 mil barris de óleo e 5 milhões de metros cúbicos de gás por dia, deverá entrar em operação no final de 2012. O contrato a ser assinado para a construção deste novo FPSO prevê um conteúdo local de 65%. Estabelece, também, que a conversão do casco será feita no exterior, mas a integração dos seus diversos módulos no Brasil.
Durante a solenidade, o diretor de exploração e produção da Petrobras, Guilherme Estrella, destacou a “importância da inclusão do empresário brasileiro na construção de grandes unidades de produção de petróleo no Brasil e de o consórcio formado pela Petrobras, BG e Repsol ter aprovado um projeto dessa envergadura com elevado conteúdo nacional”. Para Estrella, esse projeto comprova a confiança dos grandes operadores internacionais na indústria brasileira.
O gerente executivo de exploração e produção, José Formigli, ressaltou que além de o projeto constituir o segundo piloto a ser instalado no polo pré-sal da Bacia de Santos é a primeira unidade afretada de grande porte a ser convertida com alto conteúdo nacional, em bases competitivas, como prazo de mobilização coerente com a meta de produção estabelecida para o desenvolvimento da produção do Polo Pré-Sal da Bacia de Santos. Segundo ele, “esse é um marco não só para a Petrobras, como também para toda a indústria brasileira”.
O diretor executivo para as Américas & Global LNG do BG Group, Martin Houston, e o presidente da Repsol no Brasil, Javier Moro, destacaram, também, a importância do projeto e da parceria com a Petrobras, assim como o acerto na escolha do consórcio que vai construir a nova unidade de produção. O diretor executivo da Schahin, Milton Schahin, e o diretor de vendas da Modec, Boyd Howell, agradeceram a confiança das empresas contratantes no consórcio que vai promover a conversão da nova unidade e enalteceram a união de esforços das empresas envolvidas no projeto.
Na solenidade de assinatura da carta de intenção, realizada no edifício sede da Petrobras, estiveram presentes, entre outros executivos: pela Petrobras, o diretor de exploração e produção, Guilherme Estrella, o gerente executivo de exploração e produção, José Formigli, e o gerente do Ativo Centro da Unidade de Negócios da Bacia de Santos, Luiz Carlos Mendes; pelo BG Group, o diretor executivo para as Américas & Global LNG, Martin Houston, o presidente do BG Group no Brasil, Nelson Silva, e o vice-presidente comercial do BG Group no Brasil, Ricardo Mucci.
Pela Repsol, o presidente da empresa no Brasil, Javier Moro, o diretor de engenharia de instalações e produção, Luis Fernando Bensimon, e o gerente de comercialização de gás e petróleo, Márcio Gonçalves de Carvalho; pela Modec, o diretor de vendas e o gerente para o Projeto Guará, Boy d Howell e Richard Matten, e pela Schahin, seus diretores executivos Milton Schahim e Salim Schahim, assim como o analista comercial da empresa, Rodrigo Rocha Gonçalves.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email