13 de agosto de 2022
Prancheta 2@3x (1)

Pessoas positivas e pessoas negativas

Conheço várias pessoas que preferem “Amaldiçoar a escuridão ao invés de acender uma vela”. São pessoas negativas, que só veem o lado tóxico da vida, das coisas, do mundo. Você conhece alguém assim?

A questão é saber como se relacionar com essas pessoas, procurando entender por que elas são assim. Porque elas pensam apenas pelo lado negativo das coisas. Porque não conseguem enxergar o lado bom da vida.

Naturalmente que a vida humana não é feita somente de pontos positivos. Como dizem os estudiosos: “o sofrimento faz parte da vida”. Agora, viver ressaltando apenas o lado negativo só traz sofrimento a alma humana.

Por isso, eu não posso, como ser humano, habituar-me a, em vez de fazer o que tenho de fazer, apenas reclamar da vida, das pessoas, das coisas. A vida humana vai muito além dos murmúrios e lamentos. Ela é para ser vivida em toda a sua complexidade, essência, beleza.

Sei que ninguém consegue ser feliz 24 horas por dia. A felicidade humana é momentânea. O desafio é aumentar esse momento. Que seja por um instante, mas que seja “eterno enquanto dure”, como disse o Poetinha.

A vida humana tem sempre os dois lados: o positivo e o negativo. Não podemos viver apenas ressaltando o lado negativo das coisas. Assim como não podemos viver o tempo todo sorrindo.

A sabedoria da vida consiste, justamente, no equilíbrio entre o positivo e o negativo, a alegria e a tristeza, o material e o espiritual. Quando essa relação não está equilibrada a tendência é o sofrimento, a tristeza, a dor.

Hoje ninguém duvida dos benefícios do pensamento positivo na vida humana e de que ele constitui uma alavanca de primeira grandeza. Os médicos garantem que o pensamento positivo corresponde a 30% no tratamento de saúde. Os outros 70% são da decorrência dos medicamentos. A fé também ajuda nesse processo. Ou seja, fé e pensamento positivo formam uma dupla de primeira grandeza, uma dupla de sucesso, na cura do paciente.

O bom e o bonito da vida humana é saber equacionar esses dois polos: o positivo e o negativo. Não podemos ser otimistas o tempo todo, isso soa alienação! E nem portadores de uma alegria que não existe, simplesmente porque desconhecemos o lado positivo da vida. Também não podemos viver espalhando, maldosamente, infelicidades no ambiente e para as pessoas simplesmente porque desconhecermos o lado positivo da vida. Isso não!

Geralmente pessoas negativas vivem presas a traumas e experiências vividas no passado, e não conseguem criar soluções para sair do buraco em que se meteram. E assim transformam suas vidas, seus pensamentos e suas ações em momento de tristeza, medo, dor. Pessoas negativas fazem muito mal para os outros, mas fazem muito mais mal para si mesmas.

O impulso da pessoa negativa é eliminar ou estragar a fonte da alegria do outro. Daí que a infelicidade é o sentimento disruptivo em relação a outra pessoa que possui ou desfruta algo de desejável. Para a pessoa negativa nada e ninguém presta, não existe esperança, e o mundo é uma droga.

Estudiosos apontam que para melhorar a convivência com as pessoas negativas é preciso ter compaixão. Segundo o filósofo brasileiro Mario Sergio Cortella, “A compaixão liberta-nos do peso do passado ou das idealizações do futuro: ancora-nos vitalmente nesse instante, que é o que temos de viver”.

Por fim, e não menos importante, quem é otimista consegue passar pelos sofrimentos da vida com mais facilidade do que quem é negativo. O pensamento positivo nos liberta dos julgamentos morais que fazemos de nós mesmos e dos outros. Sejamos otimistas, tenhamos pensamentos positivos!

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email