8 de maio de 2021

Pesquisas sinalizam novos tempos para o Turismo

A sustentabilidade vem ganhando ainda mais força nestes tempos de pandemia, já que as pessoas passaram a refletir mais sobre os impactos de suas ações no meio ambiente.

Resultado de uma parceria entre a Fundação Amazônia Sustentável (FAS) e a Petrobras, o Projeto Amazonas Sustentável tem contribuído para a redução do desmatamento e degradação florestal em comunidades ribeirinhas, na RDS através de oficinas e capacitações sobre conservação ambiental, empreendedorismo e educação no campo.

Turismo e cultura no ranking dos melhores destinos em 2020

O ranking Country Brand Index (CBI) de 2020, realizado pela empresa FutureBrand, classificou o Japão, a Suíça e a Noruega como os destinos que possuem as marcas mais fortes no exterior. Em seguida, aparecem no ranking Alemanha, Canadá, Dinamarca, Finlândia, Suécia, Emirados Árabes Unidos e Nova Zelândia. Já o Brasil ocupa o 57º lugar entre 75 países analisados, registrando queda de dez posições em relação ao ano anterior.

A pesquisa, que busca avaliar a confiança e reputação de cada país no exterior, considerou fatores como qualidade de vida, Turismo, cultura, potencial de negócios, liberdade política, tolerância, liberdade de expressão e consciência ambiental. Para criar o ranking de 2020, a empresa avaliou ainda a resiliência de cada país, ou seja, a capacidade de lidar com contratempos e superar as dificuldades em tempos de pandemia.

Turismo mais sustentável no futuro

No Turismo, também é esperada uma conscientização maior sobre a sustentabilidade atrelada às viagens, de acordo com a pesquisa realizada pela Booking.com, que identificou nove tendências para o futuro das viagens.

O estudo revelou que sete em cada dez brasileiros (71%) querem viajar de forma mais sustentável no futuro, ocupando a segunda posição entre as 28 nacionalidades que estão mais conscientes, atrás apenas dos colombianos (74%). Em terceiro lugar ficou a Índia, seguida pela Tailândia e China. 

Essa tendência se aplica à esperança de que mais opções sustentáveis sejam oferecidas pela indústria do Turismo, com os colombianos e tailandeses empatados em primeiro lugar e os brasileiros aparecem logo em seguida no ranking, com 84%. Quanto à consciência dos viajantes em relação à recuperação dos destinos visitados, os mexicanos e tailandeses aparecem em primeiro lugar entre as nacionalidades que mais querem que suas opções de viagens apoiem os esforços de recuperação do destino, vendo o seu dinheiro sendo retornado para a comunidade local. Os brasileiros aparecem na terceira posição.

Outro aspecto identificado pela pesquisa se refere à redução do consumo de água e/ou reciclagem de plástico durante as viagens. Mais da metade dos brasileiros (59%), empatados com os ingleses, consideram ter um consumo mais consciente.

Destinos nacionais terão crescimento em 2021

Em dezembro de 2020, a maioria das operadoras de lazer (69%) do Brasil não vendeu nem metade do volume do último mês de 2019. O levantamento da Braztoa aponta que 31% das empresas não alcançaram 10% do que foi comercializado em dezembro de 2019. Os rumos da pandemia e o contexto de incertezas fizeram com que a baixa expectativa de faturamento, prevista ao longo dos meses de 2020, se confirmasse, aponta o décimo levantamento mensal da associação de operadoras Braztoa.

“Existe uma movimentação, um interesse entre as pessoas que não veem a hora de relaxar, mudar de ares, agendar suas viagens, mas as comercializações e consultas estão sendo realizadas com muita cautela.”, avalia o presidente da Braztoa, Roberto Nedelciu.

As vendas para 2021 tiveram um crescimento em dezembro e janeiro com alta no volume de vendas com embarques para 2021, principalmente no primeiro semestre. As viagens até junho de 2021 lideraram as vendas das operadoras Braztoa em dezembro (apontado por 69% das empresas), já as viagens que acontecerão no segundo semestre de 2021 fizeram parte da comercialização de 57% das operadoras.

A lista de destinos nacionais mais comercializados cresceu no período de verão e entre eles figuram: Maceió, Salvador, Fortaleza e Natal, Porto de Galinhas, Gramado, Bonito, Amazonas, Rio de Janeiro (Capital e Serras) e São Paulo (Capital e Interior). Já no internacional, Cancun, Punta Cana, Playa Del Carmen, Maldivas, Dubai, Espanha e Turquia se destacam.

Curso para Guias de Turismo da Região Norte

O Ministério do Turismo (MTur) e a Universidade Federal do Tocantins (UFTO) abriram, as inscrições para o curso gratuito de Especialização Técnica em Atrativos Culturais em Turismo das Regiões Norte e Centro-Oeste do Brasil (Anctur). As inscrições iniciaram no dia 25 de janeiro e seguem até 05 de fevereiro com 278 vagas disponíveis.

Voltado para Guias de Turismo, o objetivo é aprimorar competências destes profissionais e proporcionar experiências ainda mais ricas aos turistas que buscam conhecer a cultura brasileira. Ao todo, serão ofertadas 278 vagas para Guias de Turismo Regionais.

O processo seletivo será por sorteio e a publicação do resultado da seleção ficará disponível no site da Anctur https://anctur.com.br/inscricoes/. Podem participar Guias de Turismo que atuam nos 10 estados das regiões Norte e Centro-Oeste do país e no Distrito Federal e que estejam habilitados como “Guia Regional” no Cadastur, que é o cadastro de pessoas físicas e jurídicas que atuam no setor de turismo.

O curso será realizado no período de 15 de março a 04 de outubro de 2021, e contará com certificação ao final. Com carga horária de 200h, o formato será híbrido: 160h na modalidade de ensino a distância (EaD) e 40h de aula prática.

Os cursos fazem parte de uma série de capacitações que serão realizadas neste ano em atrativos culturais e naturais brasileiros.

Existem mais de 21 mil Guias de Turismo regionais em todo o país, realizando recepção, translado, acompanhamento e prestando informações e assistência turística em itinerários ou roteiros locais ou intermunicipais, dentro de um mesmo estado, para visita a atrativos turísticos. Na prática, estes profissionais são determinantes para garantir experiências únicas aos turistas.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email