Pesquisa reafirma liderança de Arthur

Com o candidato Arthur Virgílio Neto (PSDB) mantendo a dianteira com 23% à frente da senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB), que estagnou em 20%, a segunda pesquisa realizada pela empresa Perspectiva Tecnologia da Informação, em parceria com a Rádio Difusora do Amazonas, mostrou o crescimento do deputado federal Henrique Oliveira (PR), com 15%. Ele tinha 12% na primeira pesquisa de intenção, que ouviu pouco mais de mil pessoas entre os dias 16 e 20 de julho, e agora subiu para 15%.
Registrada no Tribunal Regional Eleitoral com o número AM-00010/2012, a pesquisa aponta o descenso de Serafim Corrêa (PSB), que tinha 18% em julho e caiu para 16%, agora empatado tecnicamente com Henrique Oliveira. Sabino Castelo Branco (PTB) se manteve na quinta colocação com 9% enquanto Pauderney Avelino (DEM) parou em sexto com 5%. Luis Navarro (PCB) e Herbert Amazonas (PSTU) estão empatados em sétimo lugar com 1%. Jerônimo Maranhão (PMN) não pontuou. O número de indecisos caiu para 4% em relação à pesquisa anterior.
Segundo o publicitário Durango Duarte, os números divulgados pela Perspectiva deverão ser alterados com o início da propaganda eleitoral no rádio e na TV, e adiantou que somente após a terceira consulta popular é que se poderá ter um indicativo de que os números atuais significarão uma tendência ou não até o dia 7 de outubro. “Somente na terceira rodada de pesquisas (prevista para ser divulgada no próximo dia 20) poderemos verificar, por exemplo, se houve efetivamente uma redução nos índices de Serafim Corrêa ou se o ex-prefeito vai se estabilizar na sua atual faixa de votos”, diz Durango. Ele ressalta que a mesma análise vale para o crescimento de Henrique Oliveira.
Uma das novidades da pesquisa Perspectiva/Difusora, afirma Duranga, são os votos consolidados, obtidos da multiplicação do percentual de intenções de votos pelo percentual de entrevistados que afirmaram não mudarem o seu voto. “No caso de Artur, dos 23% que disseram que votariam nele, 65% responderam que não mudariam seu voto, o que significa que o tucano possui perto de 15% de votos consolidados, o maior de todos os concorrentes”, diz o publicitário.

Segundo turno

No que se refere ao cruzamento das variáveis de controle (zona geográfica, sexo, idade, escolaridade, religião e renda) – tecnicamente chamadas de subamostras –, Durango afirma que a pesquisa difere muito pouco da anterior. “Artur Virgílio, por exemplo, vem se consolidando entre as pessoas de renda mais alta e com maior escolaridade. Já o deputado federal Henrique Oliveira continua muito forte nas zonas Norte e Leste e entre as pessoas de menor escolaridade e renda”, demonstra. Mas Durango observa que ainda é cedo para arriscar prognósticos sobre o que acontecerá até outubro. “O que esta segunda pesquisa nos permite indicar é que, provavelmente, o segundo turno será disputadíssimo, com números na faixa de 53% a 47%, 52% a 48% ou 51% a 49%. Sofrimento até às últimas urnas”, analisa.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email