Pesquisa em mudanças climáticas auxilia na previsão de fenômenos naturais extremos

As questões relacionadas à ocorrência de eventos climáticos extremos relacionados à precipitação, tanto a curto quanto a longo prazo, têm sido discutidas com bastante frequência nos últimos anos, principalmente devido ao modo como esses eventos vêm ocorrendo, causando danos de ordem econômica e social.
A proposta de pesquisa denominada: “Downscaling dinâmico de cenários climáticos para a Amazônia utilizando o modelo WRF” é da pesquisadora Jeanne Sousa, aluna do CLIAMB (Programa de Pós-Graduação em Clima e Ambiente), do Inpa/MCT (Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia) e da UEA (Universidade do Estado do Amazonas) e com incentivos da Fapeam (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas). Os resultados servirão de base para gerenciar recursos e avaliar impactos.
Para regionalizar e prever com mais precisão a ocorrência desses eventos na nossa região, a técnica de downscaling (redução da escala para análise de dados) é uma forma de levar em consideração a própria incerteza presente nos cenários de clima futuros, que na região Amazônica, são regidos de acordo com fenômenos meteorológicos em diversas escalas de tempo e espaço.
“A pesquisa se propõe a fazer uma análise dos dados obtidos com base em observação de anos anteriores e partir disso, tentar prever com mais precisão eventos extremos como chuvas mais intensas ou períodos de secas mais severas”, explica a pesquisadora Jeanne Sousa. A pesquisadora tem como orientadores os pesquisadores Luiz Candido e Julio Tota, do Programa da Grande Escala da Biosfera-Atmosfera na Amazônia (LBA), e desenvolve sua pesquisa nas dependências do Inpa.
Uma das mais importantes questões relacionadas a fenômenos climáticos extremos – chuvas ou períodos de seca intensos – é a capacidade de prever quando, como e, em que proporções eles acontecerão; estas características formam um padrão que poderá servir de base para estudos futuros.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email