Pernambuco ganha fábrica de motos

Empresa chinesa Shineray inaugurou ontem em Suape a primeira planta fora da China

As motocicletas da marca Shineray passarão a ter o selo pernambucano. A indústria chinesa inaugurou, nesta segunda-feira (29), no Complexo Industrial Portuário de Suape, a primeira planta da montadora fora da China. O projeto representa um investimento de R$ 130 milhões e geração inicial de 250 empregos diretos. A unidade possui capacidade de produção total de 250 mil unidades por ano.
Localizada em uma área de aproximadamente 200 mil metros quadrados, esta será a primeira fábrica de motos do Brasil localizada fora da ZFM (Zona Franca de Manaus). No local serão montados veículos de duas e três rodas com peças trazidas da China sobre chassi nacional.
Segundo informações da Shineray do Brasil, a unidade pernambucana produzirá 20 modelos de veículos ciclomotores, triciclos e quadriciclos da marca. Lançamentos também sairão do local. Em outubro, será dada a largada a segunda etapa do projeto. Entrarão em funcionamento um laboratório de testes e pista exclusiva para motos On Road, Off Road e Stree, laboratórios de montagem, armazenagem e qualidade.
No ano passado, a Shineray do Brasil registrou um faturamento de R$ 417 milhões. A marca ocupa a quinta posição no segmento no Brasil. A meta é atingir o terceiro lugar já em 2016.

Menor na ZFM
Mas para a indústria instalada na ZFM, a situação é de dificuldades. Nos primeiros cinco meses deste ano, a produção de motos atingiu o menor nível em 10 anos, segundo a Abraciclo (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas e Similares). De acordo com a entidade, o acumulado de janeiro a maio chegou a 582,5 mil unidades, o pior resultado do setor desde 2005, quando havia alcançado 495 mil motos no mesmo período. Comparado a 2014, que fechou os cinco primeiros meses do ano com 695,1 mil unidades, a queda em 2015 foi de 16,2%. Em maio, foram produzidas 119,2 mil motocicletas, o que corresponde a uma alta de 15,7% em relação a abril (103 mil unidades), porém também indica uma queda de 12,3% em comparação com o mesmo mês de 2014 (136 mil motos).

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email