Pedidos iniciais sobem acima do previsto

O número de pedidos iniciais de auxílio-desemprego nos Estados Unidos cresceu em 25 mil na semana encerrada no último dia 25, totalizando 584 mil solicitações iniciais do benefício. Os dados foram divulgados pelo Departamento do Trabalho.
O dado referente à semana imediatamente anterior ficou em 559 mil pedidos iniciais na semana imediatamente anterior, após revisão -a leitura inicial mostrava um total de 554 mil pedidos.
A média quadrissemanal, que atenua as volatilidades das leituras semanais, ficou em 559 mil, uma redução de 8.250 em relação à media imediatamente anterior, 567.250 (dado revisado).
O número de pessoas que recebem o benefício há pelo menos duas semanas, por sua vez, caiu para 6,2 milhões na semana encerrada no último dia 16 (data da leitura mais recente disponível), menor nível desde meados de abril.
De acordo com o departamento, o aumento no número de pedidos iniciais chega depois de uma redução vista no início deste mês que foi influenciada pelo calendário de interrupção de produção no setor automobilístico, que ocorreu mais cedo que o normal neste ano.
Mesmo assim, o departamento considera que o dado semanal mostra uma tendência de diminuição no ritmo de demissões, uma vez que o dado ficou abaixo dos 617 mil pedidos iniciais visto no fim de junho, antes das leituras do governo captarem a distorção. Segundo analistas, o nível de pedidos de auxílio-desemprego compatível com uma economia saudável é de 300 mil a 350 mil -com o nível de 400 mil sendo visto como o limite entre o desempenho positivo e a recessão.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email