25 de junho de 2022

Pedidos de falência sobem pelo 2° mês consecutivo

O número de empresas com falências requeridas teve a segunda alta consecutiva no mês de fevereiro, segundo levantamento divulgado ontem, pela empresa de consultoria Serasa Experian.

O número de empresas com falências requeridas teve a segunda alta consecutiva no mês de fevereiro, segundo levantamento divulgado ontem, pela empresa de consultoria Serasa Experian. Em todo o país foram feitos 152 pedidos, 24 a mais do que o registrado em janeiro e 32 acima do apurado em dezembro. Em fevereiro de 2011, foram registrados 134 pedidos de falência.
As micro e pequenas empresas lideraram o número de pedidos em fevereiro deste ano, com 79 dos 152 registros no mês. Médias e grandes empresas, respectivamente, tiveram 46 e 27 requerimentos cada.
As falências decretadas também apresentaram alta. Em fevereiro foram 45, ante 33 em janeiro. Porém, se comparado ao mesmo mês do ano anterior, houve redução. No segundo mês de 2011 foram 64 decretos, 19 a mais do que o registrado em 2012.
As micro e as pequenas empresas também aparecem na primeira posição do ranking de falências decretadas, com 35 das 45 sentenças dadas no mês. Médias empresas tiveram nove decretos e grandes, apenas um.
Segundo os economistas da Serasa, o aumento da inadimplência das empresas, sobretudo por meio de protestos, indica que o requerimento de falências vem sendo utilizado como forma de cobrança. Eles salientam que a inadimplência sobe em razão da menor capacidade de gerar receitas para pagar as dívidas assumidas, consequência da baixa atividade econômica e dos juros ainda elevados. Além disso, a inadimplência do consumidor influencia diretamente no caixa dos negócios.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email