Pedidos de auxílio-desemprego aumentam em 30 mil na semana

O número de pedidos iniciais de auxílio-desemprego nos Es­tados Unidos subiu em 30 mil na semana encerrada no último dia 18, totalizando 554 mil solicitações iniciais do benefício, segundo dados divulgados nesta quinta-feira pelo Departamento do Trabalho. O total referente à semana imediatamente anterior foi de 524 mil (dado revisado).
Já o número de pessoas que recebem o benefício por ao menos duas semanas teve um recuo acima do esperado, de 88 mil, para um total de 6,2 milhões, e chegou ao menor patamar desde meados de abril (o número total nessa leitura se refere à semana encerrada no dia 11, segundo os dados mais recentes disponíveis).
A média quadrissemanal de pedidos iniciais, por sua vez, caiu em 19 mil, para 566 mil, contra a média anterior de 585 mil.
Na semana passada, o departamento informou que a taxa de desemprego ultrapassou a casa 10% em 15 Estados americanos no mês de junho. A informação é um recorte dos dados nacionais de desemprego, já divulgados pelo órgão neste mês -que mostraram que a taxa de desemprego no país está em 9,5%, o maior já registrado em 26 anos.

Maior taxa

O Estado de Michigan é o que tem a maior taxa, a 15,2%. É a primeira vez que um Estado americano tem um desemprego acima dos 15% desde 1984, quando isso ocorreu na Virgínia Ocidental.
Segundo previsões de analistas de mercado e do próprio presidente americano, Barack Obama, a taxa de desemprego nos EUA deve ultrapassar os 10% até o final do ano.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email