Paulo Guedes ergue bandeira branca após climão com entrevista

https://www.jcam.com.br/Upload/images/Noticias/2019/1Sem/04Abr/20/reuniao%20com%20guedes%202874.jpg
Ministro também se comprometeu a vir a Manaus para presidir a próxima reunião do CAS (Conselho de Administração da Suframa), que ainda não tem data definida

Após uma semana de discursos inflamados de parlamentares do Amazonas e moções de repúdio, o ministro da Economia, Paulo Guedes, levantou uma bandeira branca diante dos deputados e senadores do Estado presentes na reunião realizada na tarde desta quarta (24), no gabinete do titular da pasta de Economia, em Brasília (DF).

“Queremos deixar bem claro que queremos fazer modernizações e mexer em impostos para fazer o Brasil crescer. Agora, temos o compromisso de garantir as vantagens comparativas da Zona Franca. Esse entendimento é muito claro para nós. Sabemos que a região é importante e precisa garantir isso”, amenizou Paulo Guedes.

Na oportunidade, o ministro também se comprometeu a vir a Manaus para presidir a próxima reunião do CAS (Conselho de Administração da Suframa), que ainda não tem data definida.

A retratação veio exatamente uma semana depois de o ministro emitir declarações bombásticas em um programa jornalístico da Globonews. Na ocasião, Guedes havia dito que a Zona Franca “fica do jeito que ela é” e emendou, diante dos jornalistas atônitos, que o governo não vai “ferrar o Brasil para manter vantagens para Manaus”.

Presente na reunião, o secretário da Receita Federal, Marcos Cintra, disse que o importante na reforma é melhorar o sistema e preservar o que funciona. No caso da ZFM, segundo Cintra, o modelo está sendo objeto de estudos para um regime especial, que garanta sua competitividade e vantagens comparativas. “Essa tem sido a orientação do ministro desde o começo. Em momento algum se pensou em comprometer as conquistas da região”, garantiu.

“O importante é que a bancada recebeu do ministro a tranquilidade de que nossas vantagens permanecerão. Pode haver mudança? Pode. Mas, sempre teremos nosso diferencial para manter o PIM. Isso nos tranquiliza e também os novos investidores da Zona Franca”, declarou o senador Omar Aziz (PSD-AM).

Presidente da CAE (Comissão de Assuntos Econômicos) do Senado, Omar Aziz havia sido procurado pelo ministro, no dia seguinte à declaração – e em meio à repercussão negativa –, para que fosse o porta voz de Guedes em uma retratação aos deputados e senadores do Amazonas. Em resposta, o senador disse que só aceitaria uma retratação pública, diante de toda a bancada amazonense, o que levou à reunião de ontem.

Bancada desfalcada

A bancada, contudo, compareceu desfalcada no encontro desta quarta (24), tanto à esquerda quanto à direita e ao centro. Não foram o senador Plínio Valério (PSDB-AM), bem como os deputados Delegado Pablo (PSL-AM) e José Ricardo (PT-AM).

“O ministro reafirmou que as vantagens serão mantidas e garantidas pelo governo federal, independentemente da Reforma Tributária. Isso é importante porque nos dá segurança jurídica e diz a todos que há um compromisso do governo com a ZFM. Esperamos reacender a esperança e o otimismo que os investimentos voltarão”, comemorou o senador Eduardo Braga (MDB-AM), em um vídeo postado em sua conta no Tweeter.

Indagado pelo Jornal do Commercio se estava confiante ou pelo menos satisfeito com a retratação, o deputado Marcelo Ramos (PR-AM) respondeu: “Confesso que saí antes de acabar. Mas, a vigilância deve ser permanente”.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email