Pasta de tucumã pode combater desnutrição

Com objetivo de obter um complemento alimentar de baixo custo e de fácil preparo, as estudantes Andressa Dabela e Elenize Almeida Alves, desenvolveram uma pasta, utilizando a polpa do tucumã (Astrocaryum aculeatum), para atender crianças e qualquer indivíduo que necessite de alimentação de elevado valor calórico.
O tucumã é uma fruta típica da região amazônica. Uma das maiores fontes naturais de pró-vitamina A (beta caroteno e outros derivados, carotenóides com função anti-oxidante que ajudam a neutralizar os radicais livres). Além disso, a fruta é uma excelente fonte energética (triglicerídeos e ácidos graxos insaturados) e fibrosa (indicado para problemas no aparelho digestivo).
Acadêmicas do curso de nutrição do UniNorte (Centro Universitário do Norte), e acompanhadas pelo professor e mestre em tecnologia de alimentos, Agostinho Sobrinho, as finalistas elaboraram uma combinação de açúcar, gordura, sal e polpa de tucumã triturada, transformando o composto em uma substância pastosa, parecida com manteiga.
Os compostos encontrados na fruta facilitam o ganho de peso. A pasta poderá ser utilizada principalmente pela população residente no interior do Estado. Os testes de degustação foram feitos com biscoitos neutros, a base de trigo, água e sal.
De acordo com Andressa a escolha da fruta se deu por ser encontrada facilmente e também por seu preço acessível, além de ter excelentes qualidades nutricionais. “Como o tucumã é uma fruta que encontramos em abundância na região e já faz parte da dieta alimentar do amazonense, resolvemos unir o útil ao agradável”, confirmou Dabela.
Devido ao alto teor de calorias, carboidratos e lipídeos, é recomendável ingerir a substância em pequenas quantidades. Dependo do grau de desnutrição poderá ser consumido em quantidade um pouco maior.
Segundo Elenize, é melhor ingerir a pasta durante o dia, para que o organismo se beneficie das calorias. No café da manhã ou no lanche da tarde. “Para quem já está bem nutrido não se recomenda consumir a pasta diariamente, pois poderá adquirir alguns quilos indesejáveis”, declarou.
Além dos benefícios nutricionais, os antioxidantes, presentes no tucumã, ajudam no combate ao envelhecimento das células, protegem as mucosas da boca, estômago, nariz, gargantas e olhos. De acordo com as finalistas, também auxilia no bom funcionamento do sistema imunológico responsável pela defesa do organismo.
Com sabor exótico e agradável, o tucumã está presente na dieta do caboclo amazonense. Em Manaus o tucumã é saboreado de forma curiosa, como recheio de sanduíches. O “x-caboquinho”, por exemplo, é uma das iguarias favoritas dos manauaras. Trata-se de um pão francês recheado com polpa de tucumã cortada em fatias, acompanhado de banana frita e queijo coalho.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email