28 de junho de 2022
Prancheta 2@3x (1)

O segmento varejista concentrou o maior número de oportunidades de trabalho na Semana Santa na região Norte

O segmento varejista concentrou o maior número de oportunidades de trabalho na Semana Santa na região Norte 3,26%. Um levantamento realizado pelo Empregos.com.br apontou que foram ofertadas 30 mil vagas de trabalho em todo o país somente na Páscoa, entre contratações fixas e temporárias para os setores de serviços, comércio, industrial e alimentos.  

Em todo país, o resultado positivo foi impulsionado pelo setor de serviços, que, sozinho, gerou mais de 13,1 mil vagas no período. Na sequência, aparecem os setores de comércio (11.284), indústria (3.551) e alimentos (2.274). 

No Norte as ofertas de empregos no período também foram puxadas pelo setor de alimentos (2,8%), indústria (1,2%). 

Para Leonardo Casartelli, diretor de marketing do Empregos.com.br, as preparações para a data comemorativa são feitas com antecedência para atender o varejo brasileiro. “Falamos de contratações diretas e indiretas, ou seja, tanto em fábricas quanto em pontos de venda. A abertura de vagas é iniciada na indústria para o desenvolvimento de produtos e depois se estende à profissionais das áreas de comércio e serviços, responsáveis pela comercialização das mercadorias”, afirma o executivo.

Para a consultora de gestão estratégica e Diretora Executiva da Singulari Consultoria, Luciana Nogueira Minev, as datas sazonais sempre abrem oportunidade para vagas temporárias. Algumas vezes surge inclusive a possibilidade de contratação após contrato, se a empresa tiver demanda.

“É sempre uma boa forma de mostrar trabalho e ganhar uma experiência adicional para incrementar o currículo”. Na concepção da especialista, na Semana Santa houve um aumento tímido. Mas há expectativa para um aumento mais significativo no Dia das Mães.

Segundo mapeamento encomendado pela Abicab (Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Amendoim e Balas), para atender à demanda do período da Páscoa de 2022, a indústria de chocolates calcula que foram criados 8,5 mil postos de trabalho temporários no Brasil, sendo contratações diretas e indiretas – tanto em fábricas quanto em pontos de venda.

Segundo a entidade, a ocasião não é apenas esperada para o consumo, mas é também muito aguardada por parte da população que buscou oportunidades de emprego, uma vez que o setor tem a capacidade de gerar vagas de trabalho e negócios temporários.

As preparações para a data comemorativa são feitas com antecedência para atender o varejo brasileiro da melhor forma possível. Para a Páscoa de 2022, as contratações tiveram início no segundo semestre de 2021.

“Nos últimos anos, a principal mudança na comercialização dos produtos de Páscoa aconteceu digitalmente. No geral, a pandemia impulsionou as vendas pelo e-commerce, sendo preferência de 71% dos brasileiros, segundo a ConQuist Consultoria. Os associados passaram também a ofertar os produtos, focando na melhor experiência de compra online por meio de plataformas digitais próprias, ou até mesmo em parcerias com empresas especializadas em delivery para atender a essa demanda do consumidor”, informou. 

De acordo com Ubiracy Fonsêca, presidente da Associação, o consumidor tem um novo perfil que prioriza o conforto, rapidez e o cuidado no recebimento do produto. “Os consumidores têm se mostrado mais independentes e decididos, muito inclusive pela mudança de comportamento que vem ocorrendo, principalmente, por conta da pandemia. Ele hoje sabe utilizar muito bem o ponto de venda físico juntamente com o e-commerce e os serviços de delivery. Esse hábito deve se manter, podemos dizer que o comportamento do consumidor tende a ser híbrido daqui para frente”, pontua.

Além do esperado

O quantitativo de oportunidades gerados com a data por meio do estudo publicado pelo portal Empregos.com.br superou as expectativas da Asserttem (Associação Brasileira do Trabalho Temporário), que estimou a contratação de 14 mil profissionais para atender a demanda gerada pela data.

“A pesquisa demonstra um cenário positivo em relação à economia, visto que as vendas de Páscoa nos últimos anos foram prejudicadas pelo contexto da pandemia. Dado o momento atual mais controlado em relação à Covid-19, tanto os empresários quanto os consumidores se mostraram mais otimistas com as compras de feriado neste ano. Isso movimenta a economia e reflete em novas contratações no mercado”, observa Casartelli.

Dados Abicab estimavam que para suprir a demanda do período da Páscoa de 2022, a indústria do setor esperava  8,5 mil postos de trabalho temporários no Brasil, sendo contratações diretas e indiretas – tanto em fábricas quanto em pontos de venda.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email