Parmalat diz que lote já foi recolhido

Segundo a assessoria de imprensa da Anvisa, os lotes foram interditados de forma cautelar e o laudo que irá embasar um processo sanitário só deve ficar pronto em dez dias.

O presidente da Parmalat do Brasil, Marcus Elias, disse nesta quarta-feira ao diretor-presidente da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), Dirceu Raposo de Melo, que os lotes de leite da empresa que tiveram a venda suspensa já haviam sido retirados do mercado por estarem com a validade vencida. Segundo a assessoria de imprensa da Anvisa, os lotes foram interditados de forma cautelar e o laudo que irá embasar um processo sanitário só deve ficar pronto em dez dias.

Marcus Elias se encontrou com o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Reinhold Stephanes. Segundo o ministro o presidente da ­Parmalat manifestou preocupação com a diminuição nas vendas do produto. “Ele está preocu­pado porque se cria um pânico na população de que o leite não é bom, e a gente sabe que o ­leite é de boa qualidade”, disse o ministro.

Stephanes disse que a partida de leite comprada pela Parmalat das cooperativas fraudadoras -Coopervale (Cooperativa dos Produtores de Leite do Vale do Rio Grande) e Casmil (Cooperativa Agropecuária do Sudoeste Mineiro) não faziam parte do produto que estava contaminado, segundo informou o presidente da Parmalat.

Raposo de Melo e o ministro Stephanes também foram recebidos pelo presidente da República em exercício, Arlindo Chinaglia, para discutir o assunto. Segundo informações da assessoria de imprensa da Presidência da República, Chinaglia pediu aos dois que adotem todos os procedimentos necessários, inclusive legais, para garantir a qualidade do leite.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email