Parlamento aprova medidas de austeridade para cinco anos

O Parlamento grego aprovou ontem o controverso plano de austeridade fiscal de cinco anos, conforme prometido aos credores institucionais internacionais. Segundo contagem da Dow Jones, o pacote foi aprovado com pelo menos 151 votos favoráveis no Parlamento composto por 300 assentos.
A aprovação do pacote de 28,4 bilhões de euros em cortes de gastos e novos impostos é uma condição para a liberação da parcela de 12 bilhões de euros do programa de ajuda de 110 bilhões de euros de 2010 e para a aprovação de uma nova ajuda financeira. Sem esses recursos, a Grécia teria de dar um calote em suas dívidas.
O primeiro-ministro, George Papandreou, havia alertado o Parlamento de que não havia plano B para evitar o pior se as medidas não fossem aprovadas.
Na quinta-feira, o governo enfrenta outro teste, quando o Parlamento irá votar sobre a legislação para a implementação de cada um dos artigos do plano de austeridade e sobre um plano de privatização de 50 bilhões de euros. Mas com a aprovação das medidas nesta quarta-feira, espera-se que a votação do dia seguinte se transforme apenas em uma formalidade.

Greve e confrontos

Durante a votação, confrontos voltaram a ocorrer entre manifestantes e a polícia em várias regiões de Atenas, no segundo dia de uma greve de 48 horas. No começo do dia, a polícia conteve 400 manifestantes próximo ao Hotel Hilton, no centro da capital, quando estes caminhavam em direção ao Parlamento, utilizando gás lacrimogêneo, segundo testemunhas.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email