27 de junho de 2022

Parintins está em alta e passagens também

Superando as expectativas, a demanda por passagens fluviais rumo ao Festival Folclórico de Parintins aumentou 30%. O aumento na demanda evidencia que o mercado fluvial está bastante atrativo aos consumidores frente ao crescimento vertiginoso no valor dos pacotes aéreos. Representantes do setor atribuem a procura à demanda reprimida, após a suspensão do  evento por dois anos por conta da pandemia.

Para se ter uma ideia, algumas empresas já estão sem pacotes para o destino. Os custos com passagens giram em torno de R$ 350 ida e volta no barco normal. Já quem quer um conforto a mais o valor do camarote para 2 pessoas chega a R$ 3 mil.  As viagens nas tradicionais lanchas expresso variam de R$ 900 a R$ 1 mil com direito a alimentação.

“Nós vamos ter saída a partir do dia 12 de junho. Nós já temos mais ou menos dez lanchas saindo por dia só da nossa empresa que está trabalhando em parceria com as cooperativas fluviais”, afirmou o empresário, Jair Becil,  dono de uma agência de viagens.

Segundo ele, tendo em vista a alta nas passagens aéreas e do combustível, fica inviável as viagens de avião. “Nós já vendemos 70% das vagas. Devemos esgotar todas as nossas vendas até o dia 15 de junho”, estimou ele. 

Para ele, é muito importante esse aquecimento porque demonstra a retomada do setor, além de evidenciar o turismo do Estado. “O Festival de Parintins não só leva o público manauara a ilha tupinambarana como atrai muitos turistas que estão vindo para passar dois, três dias em Manaus e seguem para Parintins ou vice versa”. 

A agência de turismo Rogertur, espera um aumento de 40% a partir da próxima semana. Quanto mais próximo vai chegando maior a procura por passagens. Ele reiterou que são dois anos sem o Festival, o que movimentou todos os meios de transportes para o município. “A rede hoteleira, transporte aéreo, navios e barcos, já estão todos lotados. Como houve o adiamento da festa muita gente já havia garantido o passaporte.  Mas a procura vai dobrar, essa diferença deve aumentar nas próximas semanas, considerando que o brasileiro tem o hábito de deixar tudo para cima da hora”, explicou o diretor executivo da empresa, Ilson Rogerio.

Ele disse que a demanda por lanchas que fazem transporte privado e os barcos que oferecem atrações já se torna um atrativo turístico na viagem. “A nossa expectativa é que a procura de um salto significativo acima desses 40%”. 

O proprietário de uma embarcação, Paulo Nilo afirmou que apesar do aumento no valor do diesel, os bilhetes não tiveram reajustes. “Estamos bem satisfeitos com o movimento que segue acima do esperado. Acredito que as pessoas estão bem mais dispostas este ano, do que antes da pandemia. Daqui uns dias, não vai ser possível comprar bilhetes para curtir o Festival”. 

Caravanas estão entre as opções

Quem adquiriu passagens com antecedência já está no ritmo do “dois pra lá, dois pra cá”. É o caso da assistente administrativo Monica Campos. Ela comprou os bilhetes junto com duas colegas. A viagem vai ser de barco, com atrações musicais e shows com cantores da região. “Optamos pelas viagens com as tradicionais caravanas para manter o percurso mais divertido. Eu já tive uma experiência parecida e eu gostei muito. Já estamos em contagem regeressiva”, contou ela.

A estudante Fabiana Reis também faz parte da fatia de consumidores que comprou a passagem nas tradicionais caravanas. “Paguei R$ 600 por um pacote e com bastante antecedência. Quando eu adquiri a procura já estava grande. Eu acredito que além de aumentar a busca, os preços também devem ter alta. Eu tenho vários amigos que já compraram e outros que ainda pretendem comprar”.

Custos

Mesmo mais em conta, para o brincante que pretende viajar de barco os preços variam. Conforme Jorge Filho que atua nesse tipo de transporte, é possível desembolsar uma média de R$ 350 ida e volta. 

Outras opções são as tradicionais caravanas rumo à ilha puxadas pelos cantores da região. Ainda sem valores definidos, Guto Lima, John Veiga, Uendel Pinheiro, John Veiga e as bandas “Canto da Mata”, “Forró Ideal” e “Toinho Forró Show”, por exemplo, anunciaram shows com a “Caravana Fluvial” com 24h de shows ao vivo.

O cantor e compositor George Japa anunciou a sua caravana de R$ 350 a R$600. É possível adquirir ainda pacotes ida e volta, para duas pessoas, em camarotes, no valor de R$ 2.500. Outra opção é os espaços para suítes para até três pessoas com custo de R$ 3.500.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email