Diversos vocábulos parônimos já passaram por essas páginas, porém em nosso idioma há uma infinidade deles, isto é, de vocábulos parecidos entre si, ou quanto ao som ou quanto à grafia ou quanto a ambos. Os eleitos de hoje são três duplinhas que, de alguma forma, fazem muitos se atrapalharem, se confundirem.

ESTALAR X INSTALAR

São palavras parônimas, então, o imbróglio pode começar justamente daí. Mas noto que o problema não é quanto ao significado de cada palavra, e sim é uma questão de equívoco de pronúncia. Ex.: “O senhor de cabelos grisalhos disse que ‘estala’ ar-condicionados, será que ele pode ‘estalar’ um aqui em casa?” Não houve uma troca semântica, provavelmente se sabe que não é “estalar”, de “estalar os dedos”, por exemplo, no entanto na hora de pronunciar a troca acontece, e com mais frequência do que se imagina!

BEM-VISTO X BEM VISTO

Em se tratando de uma palavra composta só há nos dicionários o vocábulo “bem-visto”, com “hífen”. Ex: “O estudioso daquela universidade era bem-visto perante a comunidade científica.” (bem-conceituado). Mas e quanto a bem visto, sem o hífen? Podemos, tranquilamente, encontrar “bem visto”, sem hífen, fazendo parte de orações. Ex: “O sol, naquela tarde, foi muito bem visto pelas crianças, pois a luminosidade fez com que elas percebessem detalhes do astro-rei” (visto com clareza).

ADQUIRIR X ADIVINHAR

Os dois verbos não são lá muito parecidos, convenhamos, mas há um detalhe que pode fazer alguns incorrerem em erro. Percebam que  “adquirir” possui “d” mudo, isto é, apesar de a pronúncia ter levemente um “i”, tal vogal não consta no verbo. Em compensação,  em “adivinhar”, a vogal “i” está presente na pronúncia e na escrita. A língua portuguesa tem uma particularidade interessante, precisa da presença de uma vogal quando há duas consoantes juntas, é uma espécie de apoio fonético, uma ajuda para pronunciarmos melhor. Tal fato acontece também com as palavras “pneu”; “opção”; “concepção”; “corrupto” etc. Mas e como saberemos se a consoante é muda ou não? A melhor alternativa é consultar sempre um dicionário conceituado e, de preferência, eletrônico, um aplicativo de celular, pois se torna mais rápido e prático. Fica a dica.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email