Paraty conta com Plano de Desenvolvimento

A Chias Marketing, empresa de marketing turístico, está concluindo a elaboração do Plano Mar de Cultura, que objetiva fomentar o turismo de qualidade na cidade de Paraty (RJ) e torná-la referência em turismo cultural no Brasil. “Paraty tem grande potencial para projetar-se como destino turístico cultural em âmbito nacional e internacional. Esta vocação ainda é reforçada pelo fato de que Paraty é Patrimônio Histórico Nacional e concorre ao título de Patrimônio Mundial pela Unesco”, disse o diretor da companhia, Josep Chias.
Sob o slogan “Paraty, cultura em verde e azul”, e com a nova marca turística, criada pelo designer gráfico Kiko Farkas, o Plano de Desenvolvimento do Turismo Cultural de Paraty pretende aumentar em 21% a receita do município com turismo.
A idéia do Plano de Desenvolvimento do Turismo Cultura de Paraty é atingir, em 2010, uma receita de aproximadamente R$ 248 milhões. A recente melhora e consequente estabilidade da economia brasileira fizeram com que o turismo fosse colocado na cesta básica do cidadão brasileiro, sendo hoje um produto consumido regularmente.
“Depois do segmento sol e praia, turismo cultural é o que representa motivação mais importante das viagens, tanto turistas nacionais como internacionais. O gasto médio de um turista cultural equivale a 1,5 do turista de sol e praia”, analisou. “Turismo cultural é uma viagem com finalidade especifica de conhecer a fundo um lugar, visitando lugares históricos como monumentos, museus, igrejas, edifícios com valores arquitetônicos, entre outros”, afirmou.
A estratégia da Chias Marketing, segundo Josep, não é massificar o turismo na cidade e, sim, qualificar o turismo especializando sua oferta, ou seja, oferecer ao turista um roteiro cultural inesquecível e acomodações e serviços de primeira qualidade. Por isso, ele acredita que melhorar a rede hoteleira, o saneamento e a limpeza pública são as primeiras etapas, as estratégias fundamentais para que o turista seja bem recebido dentro da cidade. “Uma cidade que não tem recursos para os próprios moradores, não pode receber turistas com qualidade”, disse Chias. Ao todo, a empresa fez um levantamento minucioso e listou cerca de 150 tarefas a serem cumpridas em três anos de implantação do Plano, até 2010.
Em pesquisa realizada pela própria Chias Marketing, 80% dos turistas acreditam que a viagem à cidade correspondeu às expectativas e aos anseios, por conta de Paraty estar acessível à realidade econômica do país. O trade de turismo revelou que a cidade está presente ao portfólio de destino vendáveis dos operadores de viagens.
A pesquisa da Chias Marketing levantou também a questão do município ser considerado, em 2009, patrimônio cultural da humanidade, pela Unesco. Para 93% dos entrevistados, representantes do trade turístico nacional, a condecoração será de grande valia à cidade, pois poderá aumentar a visita de turistas estrangeiros. Dados de 2006 apontam que 64 mil turistas estrangeiros visitaram a cidade , sendo que dados de 2008 apontam que 12% são de turistas estrangeiros. Paraty é hoje o 11º destino preferido entre os turistas brasileiros, segundo dados da Embratur.
A grande concentração de patrimônio cultural, que é marca registrada da cidade, o movimento cultural intenso por conta do calendário de eventos e o interesse crescente do público, indicam condições propícias para desenvolvimento turístico da cidade e seu potencial para especialização e destaque no segmento turístico-cultural.
O grande objetivo do Plano Mar de Cultura que está sendo desenvolvido em Paraty, segundo Chias, é tornar o turismo cultural um produto de alto valor agregado, gerando na cidade receitas maiores e maior qualidade de vida à população.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email