11 de agosto de 2022
Prancheta 2@3x (1)

Para tirar Manaus do segundo lugar

O setor de franquias espera crescer no Norte até 20% em faturamento neste ano em comparação a 2011, principalmente com a inauguração de novos centros de compras, segundo a ABF

O setor de franquias espera crescer no Norte até 20% em faturamento neste ano em comparação a 2011, principalmente com a inauguração de novos centros de compras, segundo a ABF (Associação Brasileira de Franchising). Em dados nacionais, a expectativa para 2012 é que o setor cresça 15%, com uma expansão de 8% no total de novas marcas e de 9% a 10% em unidades. Atualmente, existem no país 1.855 marcas com 90 mil lojas franqueadas, sendo 1,6% desses pontos comerciais somente na capital amazonense.
De acordo com o diretor-executivo da associação, Ricardo Camargo, a região Norte deve sofrer influência com a abertura de novos shoppings, com isso crescer acima da média nacional. “Pela primeira vez, a região apareceu nos gráficos da ABF, destacando-se com 4,5% de participação de negócios e 0,8% de sedes de empresas franqueadoras”, afirmou.
Manaus representa hoje o segundo maior polo de desenvolvimento de franquias da região Norte, segundo análise da ABF, perdendo apenas para Belém, mas Camargo afirma também que o Amazonas pode ter o seu crescimento alavancado por conta da inauguração da Ponte Rio Negro. “O que possibilitará a chegada de franquias para as cidades próximas” afirma o diretor-executivo.

Eventos contribuem para setor

Para ele outro fator que pode contribuir é a segunda edição do Amazon Franchising, que tem previsão para acontecer no mês de agosto deste ano. No ano passado, o evento gerou aproximadamente R$ 50 milhões em negócios e recebeu durante os três dias de feira, mais de 50 mil empreendedores locais interessados em conhecer as mais de cem opções de franquias, nas mais diversas áreas, além de cursos e palestras ministradas pelo Sebrae/AM (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Amazonas) e ABF.
Este ano também acontece a ABF Franchising Expo, feira do setor que acontece em junho, em São Paulo, será pela primeira vez a maior feira do tipo no mundo, desbancando a versão parisiense. “Serão 500 expositores em 32 mil metros quadrados”, disse Camargo, que também informa que mais de 15 países participarão do evento, o que mostra o interesse de empresas internacionais se consolidarem no Brasil, que hoje é o terceiro maior mercado de franquias do mundo.

Crescimento exige cautela

E apesar do crescimento, o momento exige cuidado na escolha da marca e também do ponto comercial. “É necessário que o empresário faça antes de tudo uma avaliação no mercado, e se o segmento da franquia escolhida possui demanda para a localidade onde ela funcionará. Até porque muitas vezes um local que até dois anos atrás não valia a pena abrir um negócio, hoje já vale”, aconselha Ricardo Camargo, ao ressaltar que o ramo de hotelaria e turismo que apontou maior crescimento 85,9%, seguido pelo de móveis, decoração e presentes, com 35%.
O diretor-executivo da ABF conta que o alto custo dos imóveis registrado em praticamente todas as regiões do país inibiu a abertura de novos pontos de venda.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email