Para Dieese, 93% dos reajustes empatam ou superam inflação

Cerca de 93% dos reajustes salariais negociados no primeiro semestre do ano empataram ou ficaram acima da inflação calculada pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), do IBGE, segundo dados do Dieese. O estudo considera 245 categorias com data-base no primeiro semestre de 2009.
O resultado ficou acima do registrado em 2008, quando 87% ficaram iguais ou acima da inflação do período.
Neste ano, segundo o Dieese, 76,7% dos reajustes salariais analisados ficaram acima do INPC. No ano passado, a proporção foi menor: 72,2%.
Quanto aos reajustes iguais ao índice, houve aumento de 1 ponto percentual em 2009 -15,9% neste ano contra 14,7% em 2008.
Com isso, como ressalta o Dieese, houve queda na participação de reajustes insuficientes para recuperar o poder de compra dos salários em 2009.
A entidade destaca ainda que, no primeiro semestre deste ano, houve maior ocorrência de aumentos reais acima de 4% -1,6% contra 0,8% de 2008. No entanto, houve, também, uma acentuada concentração dos reajustes em patamares bastante próximos ao índice inflacionário.
Segundo o Dieese, houve mais negociações positivas no comércio, com 96,8% dos reajustes iguais ou acima da inflação. No setor de serviços, esse índice ficou em 93,1% e, na indústria, em 90,8%.
O nível de emprego da indústria de transformação do Estado de São Paulo fechou julho com queda de 0,16% na comparação com junho, nos dados sem ajuste sazonal, segundo levantamento da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) divulgado na quinta-feira. Com isso, o setor fechou 1.500 vagas no mês passado.
Esse é o terceiro mês consecutivo de retração do emprego, após elevações em março e abril. Em junho, a indústria contabilizou o encerramento de 8.000 vagas, o que representou recuo de 0,36% na comparação com maio.
Considerando os dados com ajuste sazonal, que elimina características específicas de cada período, a baixa no emprego no mês passado foi de 0,32% -a décima queda consecutiva.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email