Para cima todos os santos ajudam

“Não deixe o samba morrer, não deixe o samba acabar…”, cantou Alcione em seu primeiro disco de 1975, máxima seguida até os dias atuais pelo compositor e cantor amazonense Júnior Rodrigues, que com a ajuda de “Todos os santos” (título de seu mais recente trabalho), é um dos batalhadores deste ritmo no Amazonas.
“Todos os santos” é o terceiro trabalho do sambista. O primeiro, de 2009, foi o CD “Parti do Alto”, mesmo título do DVD lançado dois anos depois, gravado no Teatro Amazonas.
Não bastasse a voz grave e nasalada, misto de Diogo Nogueira e Chico da Silva, Júnior Rodrigues ainda compõe a maioria das músicas de seus discos. “Das 15 faixas deste, 13 são minhas, entre elas, ‘Todos os santos’, que dá título ao CD, algumas em parceria com grandes nomes como Wander-Lãan Vaz, Alan Pessoa, Gonzaga Blantez e Pedro Donadio”, adiantou.
Pedro Donadio, aliás, compôs “Divino Porre” em parceria com Júnior Rodrigues e os dois comemoram até agora o primeiro lugar obtido no São Paulo Exposamba, ocorrido em junho, no Sesc Pompéia, na capital paulista, competindo com compositores de todo o país. A música lista os nomes dos maiores bambas do samba num suposto ‘divino porre’ com o autor. “No dia 12 viajo para São Paulo para gravar o CD com todos os demais finalistas. Depois vou fazer o lançamento em Manaus”, prometeu.
No momento, Júnior Rodrigues está mais preocupado com a “nova cria”, saída do forno na semana passada e já à venda em Manaus na Disco Laser, Banca do Largo e Nova Silk. “Todos os santos” teve a participação especial do compositor e poeta acreano Sérgio Souto, que compôs e canta “Muvuca”, do músico e compositor Moacyr Luz e do cantor e violonista Alfredo Del Penho. Estes dois últimos fazem dueto com Júnior em “Todos os santos” e “Made in Mangueira”, respectivamente.
O CD será lançado em grande estilo, no Teatro Amazonas, no dia 18 de setembro (quarta-feira) a partir das 20 horas. “Além da minha banda, contarei com a presença do Sérgio Souto e do arranjador Cláudio Nunes. Pretendo apresentar o novo trabalho para os meus fãs, mas cantarei sambas dos meus trabalhos anteriores. Vou fazer uma geral”, disse.
“Todos os santos” foi produzido com o apoio do Proarte, da SEC (Secretaria de Estado da Cultura), e do Paic (Programa de Apoio e Incentivo à Cultura), da ManausCult. O ingresso para o show de lançamento do CD será um livro não didádico, depois doado ao Programa Mania de Ler, da SEC.
Quem quiser conhecer antecipadamente mais sobre o recente trabalho de Júnior Rodrigues, pode ir ao “Espaço Cultural Quintal”, que acontece há seis anos, todas as sextas-feiras, na casa do artista. “Lá se reúnem os amantes do samba, Assis Almeida, Mestre Arnoldo, Zé Mario, Wilsinho de Cima, Rosângela Costa, Dudu Brasil e vários outros, para curtir samba da melhor qualidade, cerveja gelada e um bom bate papo. A entrada é franca”.
O encontro começa às 19 horas na avenida Edmundo Soares, 167, conjunto Rio Maracanã, Flores. Outras informações podem ser obtidas com o próprio Júnior através do: 9296-4951.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email