Panificadores descartam aumento do pão francês

A proposta do Sindpan (Sindicato das Indústrias de Panificação e Confeitaria do Amazonas) de aumentar o preço do quilo do pão francês para R$ 6,48 foi refutada pelas afiliadas, durante a assembléia geral na tarde de quinta-feira, no auditório Auton Furtado, da Fieam (Federação das Indústrias do Amazonas).
A alta do preço foi cogitada pela categoria devido ao aumento do valor da farinha de trigo, que alcançou acréscimo de 39,43%, no acumulado de 16 de outubro de 2006 a 25 de agosto de 2007. Nesta última data, o preço da farinha de trigo teve aumento de 7%. A última baixa do valor do trigo foi de 66,82%, registrada em 2002.
O presidente do Sindipan, Carlos Azevedo, disse que apesar da alta do preço da matéria-prima não houve repasse para o consumidor. A sugestão dos sindicalizados para contornar a situação foi promover a identificação e comparação dos preços de todos os fornecedores com a finalidade de identificar aqueles que praticam menores preços.
“O sindicato, a partir desta sexta-feira, fará uma pesquisa do preço da farinha de trigo e informará os menores valores para os sindicalizados”, informou o presidente do Sindpan.
A idéia, segundo o sindicato, é fazer pressão para exigir a redução do valor da farinha de trigo. Carlos Azevedo fez questão de frisar que o sindicato não determina o preço do pão. “Nós sugerimos um patamar, porém, cabe aos panificadores, de acordo com seus custos e necessidades, determinar o valor que vai vender o produto”, assegurou.
Além do custo da farinha de trigo, os gastos particulares dos panificadores, como folha de pagamento, tamanho e localização do estabelecimento comercial, são os fatores determinantes do valor final do pão francês.
O proprietário da Panificadora Lan, Dalton Rodrigues, que está atuando no setor de panificação há um ano, informou que vende a unidade do pão francês a R$ 0,24 e o quilo a R$ 4,80.
Já o panificador Luís Hernando, dono da Modelinho, afirmou que comercializa o preço unitário do pãozinho a R$ 0,25 e de R$ 4,00 o quilo. Ele informou que a saca de farinha de trigo com 50 quilos, cujo preço de mercado já chegou aos R$ 55, hoje, não sai por menos de R$ 75, com a ressalva de compra mínima de 100 sacas.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email