11 de agosto de 2022
Prancheta 2@3x (1)

País sobe no ranking de produção científica

O Brasil acaba de alcançar a 13ª posição na classificação mundial em produção científica em 2008, passando de uma produção de 19.436 artigos em 2007 para 30.451 publicações no ano passado

O Brasil acaba de alcançar a 13ª posição na classificação mundial em produção científica em 2008, passando de uma produção de 19.436 artigos em 2007 para 30.451 publicações no ano passado. Com este feito, o país ultrapassou a Rússia (15ª) e a Holanda (14ª).
Os dados organizados pelo site Web of Science apontam os Estados Unidos, China, Alemanha, Japão e Inglaterra como os cinco primeiros colocados, seguidos da França, Canadá, Itália, Espanha, Índia, Austrália e Coreia do Sul. Com esse aumento na produção científica, o Brasil passa a contribuir com 2,12% dos artigos de todos os 183 países.
De acordo com as informações divulgadas no portal da Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), o desempenho alcançado pelo Brasil é resultado da atuação das universidades e centros de pesquisa que atuam na pós-graduação ­universitária no país.
Outro fator relevante no desempenho científico brasileiro é o apoio das agências federais e estaduais no fomento à pesquisa e na formação de recursos humanos nos últimos anos, por meio da concessão de bolsas de estudo para cursos de pós-graduação -stricto sensu- e a disponibilidade do acesso livre ao conhecimento gerado mundialmente, oferecido, por exemplo, pelo Portal de Periódicos da Capes.
Iniciado em 2000, com 1,8 mil títulos, o Portal de Periódicos da Capes conta, este ano (2009), com 13 mil periódicos e 126 bases de dados referenciais e seis bases dedicadas exclusivamente a patentes.
Nesse período, o número de consultas ao portal passou de 1.735.606 acessos às bases de texto completo e 1.287.545 às bases referenciais para 21.111.922 textos completos baixados e 39.591.556 pesquisas aos abstracts (resumos) oferecidos pelas bases referenciais, o que totaliza 60.703.478 acessos ao conteúdo assinado.
Cresceu também o número de instituições que fazem pesquisas no portal -de 72 em 2001 para 268 em 2009. A intenção da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior é incentivar ainda mais a internacionalização da pesquisa brasileira, por meio de acordos com editoras internacionais para permitir que autores de artigos científicos que sejam brasileiros, te­nham livre acesso ao mundo.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email