1 de julho de 2022
Prancheta 2@3x (1)

País perde 80 mil empregos em março e desemprego é de 5,1%

Em fevereiro, o governo norte-americano havia reportado taxa de desemprego de 4,8% e o fechamento de 76 mil postos de trabalho.

O Departamento do Trabalho dos Estados Unidos informou que houve uma perda líquida (fechamentos menos aberturas de vagas) de 80 mil postos de trabalho em março.
A maioria dos analistas projetava uma redução entre 50 mil e 60 mil empregos no período. Trata-se do terceiro mês consecutivo de perdas e a maior destruição de empregos num mês em cinco anos.
No mês, a taxa de desemprego foi calculada em 5,1%, ante projeções de 5%. Em fevereiro, o governo americano havia reportado taxa de desemprego de 4,8% e o fechamento de 76 mil postos de trabalho. Economistas consideram que o fechamento das vagas mina a confiança dos consumidores na economia, que tendem a apertar os gastos, o que afeta a economia, já que o consumo responde por mais de dois terços do PIB (Produto Interno Bruto).
Na quinta-feria, o governo americana já havia adiantado outro número bastante desfavorável sobre o mercado local de trabalho: a elevação de 38 mil solicitações de auxílio-desemprego, que totalizaram 407 mil na semana encerrada no dia 29 de março, o mais alto nível desde setembro de 2005.
Economistas do setor financeiro projetavam um número em torno de 366 mil solicitações.
As estatísticas reforçam a idéia de que os Estados Unidos já se encontram em recessão, tese defendido por muitos economistas.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email