Paço Municipal ganha mobiliário histórico

A parceria entre o Governo do Amazonas e a Prefeitura Municipal de Manaus chegou ao setor cultural. Tanto que Secretaria de Estado de Cultura e Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult) trabalharam juntas para apresentar no Paço Municipal o mobiliário usado pelo poder, em diferentes épocas que se estende do século 19 ao século 20.
Da parte da Secretaria de Estado de Cultura ficou a tarefa de ajudar na consultoria de formação desse mobiliário já exibido no Paço, adquirindo e restaurando peças para o espaço, uma edificação de 1874, que serviu como sede do império e, principalmente, do poder municipal da capital amazonense.
De acordo com o governador do Amazonas, José Melo, a parceria Governo/Prefeitura é fundamental a todas as áreas de poder e quando isso se remete à parte cultural, o ganho é mais significativo. “É importante ressaltarmos tudo que é do nosso patrimônio cultural, seja ele em poder do Governo ou da Prefeitura. A história é uma só e de todos os amazonenses”, declarou.
Da mesma forma, o prefeito de Manaus, Artur Neto, destacou a parceria cultural. “O Paço é um dos nossos principais prédios históricos e o público deve ter conhecimento de como funciona uma casa que serviu de sede ao Poder Executivo”, disse. “Quando o projeto estiver totalmente concluído, estará apto a receber chefes de estado e outras autoridades”, informou.
Pelas peças do mobiliário do Paço Municipal, adquiridas e restauradas pela Secretaria de Estado da Cultura, o visitante do espaço poderá fazer uma verdadeira viagem em vários períodos da história de Manaus.
Ao todo, estão expostos 51 móveis do estilo neoclássico que foram escolhidos e restaurados por profissionais da Secretaria de Estado de Cultura, e entregues à Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), através do “Plano de Revitalização do Paço Municipal”.
Parte desses móveis já está disponível à visitação e o restante continua passando pelo processo de restauro.
Para o secretário de Estado da Cultura, Robério Braga, o setor de patrimônio histórico teve o cuidado recriar ambientes tal como estavam dispostos no Paço. “A sala de reunião, por exemplo, está decorada exatamente da maneira em que era quando o Paço Municipal funcionava como sede do poder público municipal. É importante ressaltar que poucos são os móveis originais, mas a ideia é consolidar esse resgate à história de Manaus”, afirmou.
O diretor-presidente da ManausCult, Bernardo Monteiro de Paula, destacou também o valor e beleza do patrimônio que está sendo restaurado. “São verdadeiras obras de arte e além de bonitos, continuam funcionais. E esse cenário histórico poderá ser utilizado, eventualmente, para que autoridades despachem as demandas da cidade”, destacou Bernardo.
No conjunto entregue pela Secretaria de Estado de Cultura à Manauscult estão escrivaninhas, mesas, namoradeiras, aparadores, estantes coloniais, para citar alguns.
Os móveis foram selecionados desde maio do ano passado e ainda passam por uma minuciosa restauração, resgatando assim as suas características principais, valorizando a importância histórica e artística.
O Paço Municipal fica na Praça Dom Pedro II, Centro, e é aberto ao público de segunda à sexta-feira, das 9h às 17h. A visitação é gratuita.
Além do novo mobiliário, o público pode conferir no local a exposição “Thiago de Mello – Pinturas”, que conta com 30 peças do acervo pessoal do poeta amazonense. Dentre as obras estão uma gravura do pintor espanhol Juan Miró, desenhos a lápis de Hahnemann Bacelar e do chileno Roser Bru.
Também está disponível ao público a pinacoteca do município, com 30 obras de artistas amazonenses, como Jair Jacqmont, Ruy Machado e Turenko Beça.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email