Oriente Médio deve atrair investidores brasileiros

A Apex-Brasil (Agência de Promoções de Exportações e Investimentos) em parceria com a CCAB (Câmara de Comércio Árabe-Brasileira), promove, no dia 20 de setembro, um seminário em São Paulo para os empresários interessados em conhecer as oportunidades oferecidas por um mercado extremamente promissor para o setor de construção civil.
O seminário, que acontece às 14 horas, no Espaço Câmara Árabe em São Paulo, vai oferecer informações sobre investimentos dos setores público e privado na área de construção civil em países do Oriente Médio. O evento vai divulgar também a missão empresarial ao Golfo Arábico, programada para os dias 18 a 30 de novembro.
A missão vai visitar o Kuwait, o Catar e os Emirados Árabes Unidos, com o objetivo de prospectar os mercados destes países e estreitar relações comerciais. A programação inclui encontros com empresários locais; palestras sobre oportunidades de negócios naquela região, mercados, práticas comerciais, aspectos jurídicos e culturais; além de visitas técnicas a obras e redes varejistas dos três países.
No Kuwait, por exemplo, a previsão de investimentos neste setor é de US$ 11 bilhões para os próximos cinco anos e no Catar, a expectativa é que US$ 49 bilhões sejam aplicados em empreendimentos que incluem a construção de um novo aeroporto e oito hotéis de luxo.
Os Emirados Árabes Unidos, cuja população de 5 milhões de habitantes deve dobrar até 2012 é o grande destaque. Somente em Dubai há 25 grandes projetos sendo iniciados, entre eles o parque de diversões Dubailand, que prevê investimentos de US$ 5 7 bilhões e a construção de ilhas privadas no formato do mapa-múndi, no valor de US$ 4 bilhões. A missão termina neste país, onde acontece a feira internacional de construção The Big Five Show.
Cerca de 30 empresas brasileiras estarão na feira The Big 5 Show que acontece de 25 a 29 de novembro 2007, em Dubai, Emirados Árabes Unidos. A Feira Internacional de Construção abrange os setores de construção, mobiliário, decoração e utensílios domésticos e recebe compradores da Arábia Saudita, Qatar, Emirados Árabes, Jordânia, Oman, Bahrain, Kuwait, Iran, Índia, Paquistão, entre outros.
A participação brasileira estará focada em produtos como cerâmicas e revestimentos, mármores e pedras ornamentais, mas terá também a presença de exportadores de outros materiais, tais como metais e iluminação. O pavilhão brasileiro ocupará uma área de 480 m², localizada na entrada do World Trade Centre Dubai.
Objetivando maximizar o desempenho comercial e de imagem do Brasil no The Big 5 Show, a Apex-Brasil também em parceria com outras entidades elaborou um modelo diferenciado de participação. As empresas farão exposição e aplicarão seus produtos em espaços individuais e em ambientes criados por um arquiteto- três banheiros e uma cozinha. O objetivo é fazer com que os visitantes do evento possam ver não somente os produtos expostos mas também sua aplicação nos ambientes.
Além de facilitar o acesso de novas empresas brasileiras ao mercado mundial – principalmente no Oriente Médio, o evento visa criar oportunidade de negócios imediatos e também no prazo de 12 meses. A expectativa é de movimentar US$ 8 milhões durante a feira e US$ 25 milhões ao longo dos 12 meses seguintes.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email