Orgão pede diálogo entre hoteleiros para reduzir preços

A Embratur pediu a Fifa e a entidades representantes do setor hoteleiro no Brasil que renegociem a redução dos preços de diárias para o período da Copa do Mundo 2014, depois de uma pesquisa mostrar reajustes de até 500% nas tarifas para o ano que vem.
Em um comunicado oficial enviado para o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, e para os presidentes do FOHB (Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil) e da ABIH (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis), o órgão pediu um diálogo entre as partes para reverter o que disse ser “um estratosférico crescimento” dos preços para a Copa.
“Evidentemente que períodos de maior demanda implicam reajustes de preços, contudo o que se questiona é o patamar em que isso pode ocorrer, já que a chamada ‘lei da oferta e da procura’, certamente irrevogável, também não pode ser absolutizada ao ponto de conduzir a absurdos”, diz o documento.
Uma pesquisa da Embratur, comparando as tarifas cobradas para o período da Copa do Mundo com as vigentes no período convencional (entre julho e agosto de 2013), indicou que nas 12 cidades-sede os preços de hotéis apresentavam reajustes acima de 100% nas tarifas. Em Salvador, um dos hotéis chegou a ter um reajuste de 583%.
O estudo, se baseou nos valores apresentados pelo próprio site da Fifa, comparando-os com as tarifas cobradas pelos mesmos hotéis em seus sites de reserva ou sites de reservas de viagens, para estadia entre julho e agosto deste ano. Apenas quartos de iguais padrões foram considerados.
A Embratur diz temer que a alta nos preços dos hotel prejudique a imagem do Brasil entre os turistas. O documento oficial cita medidas do governo brasileiro que teriam favorecido o setor hoteleiro, como a redução das tarifas de energia elétrica, e afirma que não há ‘razões objetivas’ para o percentual de aumento dos preços.
O órgão afirma ainda que as tarifas médias em dólares na maioria das cidades-sede são superiores às praticadas na Alemanha durante o Mundial de 2006. No Rio de Janeiro, por exemplo, o preço médio das diárias para o período da Copa é de US$ 461 (R$ 1.100).

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email