Oposição quer saber procedência dos ônibus

A promessa do prefeito Amazonino Mendes (PTB) de reorganizar o transporte coletivo da cidade está sendo acompanhada de perto pela bancada de oposição da CMM (Câmara Municipal de Manaus). Os opositores não dão trégua, e cobram transparência na aquisição dos 600 novos veículos prometidos pelo chefe do Executivo.
Encabeçando a lista de questionadores está o vereador Waldemir José (PT). O parlamentar que é propositor da CPI da Licitação dos Transportes quer saber agora a verdadeira procedência dos primeiros 35 veículos pertencentes às empresas City Transportes, Nova Integração e Líder, com previsão de chegada a Manaus até o fim da tarde de ontem, 12. A notícia foi anunciada na segunda-feira, por representantes do Sinetram (Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Manaus).
O petista teme que os ônibus sejam parte de uma frota “maquiada”. “Eles estão vindo de Porto Velho, quero entender o porquê disso. Esse fato é no mínimo um indicativo que sinaliza que algo não está certo. Uma vez que a cidade é sede da Eucatur, empresa de propriedade do ex-presidente do sindicato, Arcy Gurgacy. Quero saber de fato onde os ônibus foram comprados”, polemizou.
Waldemir sinalizou ainda que pretende acionar o DETRAN (Departamento Estadual de Trânsito), e que falar com vereadores do PT em Rondônia na procura de indícios que comprovem ou não a existência de maquiagem nos coletivos. “Pedirei ajuda técnica ao DETRAN, quero me municionar de todos os métodos possíveis para descobrir se estão ou não trapaceando contra a população amazonense. Além disso acionarei alguns representantes do PT naquele Estado, para que possam me auxiliar na procura em loco de qualquer fator que possa comprovar irregularidades”, salientou.

Situação reage

Em defesa do Executivo, o vereador e vice-líder do prefeito, Wilker Barreto (PTB), propôs a formação de uma comissão composta por vereadores e representantes da impressa local, para acompanhar o processo de aquisição dos coletivos.
Barreto afirmou que não existe qualquer possibilidade de fraude no processo, e disse estar tranquilo quanto a reestruturação do transporte de passageiros em Manaus. “É o prefeito que está garantindo a excelência da frota, então não tenho preocupação quanto a isso. Não tenho dúvidas que o transporte coletivo não é um termômetro positivo para a atual administração, mas se for assim, não foi positivo para nenhuma outra. O que estamos tentando fazer é modificar essa situação”, enfatizando que pretende levar sua proposta ao presidente da Comissão de Transportes da Casa, vereador Jaildo dos Rodoviários, e que possivelmente terá uma resposta até o fim da semana.

SMTU

Procurada pela reportagem, a assessoria de comunicação da SMTU garantiu que os ônibus comprados pelas empresas tiveram origem em Caxias do Sul (RS) e Rio Grande do Sul (RS). A assessoria afirmou ainda que, os coletivos possivelmente serão utilizados em linhas que fazem trajeto para as zonas Oeste e Norte da cidade, e que a nova tarifa será aplicada quando todos os novos ônibus estiverem sendo utilizados pela população, o que segundo a assessoria deve acontecer em meados do mês de agosto.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email