Omar propõe criação de Fundo para desastres naturais

A criação de um fundo especial para socorrer Estados e municípios atingidos por desastres naturais na Região Norte foi proposta pelo governador Omar Aziz durante audiência pública realizada sexta-feira (17), no auditório Senador João Bosco Ramos de Lima, na Assembleia Legislativa. A audiência foi a terceira promovida na região pelo Senado através de uma comissão temporária que discute os desastres naturais no país e que já aponta a burocracia federal como o principal obstáculo para a busca de solução rápida, como se notou quando da ocorrência de tragédias recentes nos Estados de Santa Catarina e Rio de Janeiro.
No evento, que contou com as presenças de senadores e parlamentares da região, Omar Aziz disse que o fundo é a solução ideal para Estados e municípios nortistas resolverem seus problemas em função dos desastres comuns na região, causados pela seca ou cheia dos rios. “Nas regiões Sul e Sudeste as causas das tragédias são outras, mas aqui são a seca e as cheias, além de erosões e habitações mal situadas”, considerou, lembrando a tragédia ocorrida em outubro de 2010 em São Paulo de Olivença, no alto Solimões, causada por um processo erosivo. Omar contou que à época o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva garantiu a liberação de R$ 80 milhões para o governo estadual assistir o município. “Mas, o tempo passou, o governo federal mudou de comandante e agora o ministro da Integração Nacional exige projeto base e outros papéis que mostram como a burocracia federal atrapalha”, desabafou.
O governador justificou mais a criação do fundo demonstrando as dificuldades de logística das comissões de defesas civis do Estado e dos municípios para percorrerem cidades e zonas rurais atingidas utilizando recursos precários diante da complexidade geográfica de um estado como o Amazonas. “Nem sempre são suficientes a boa vontade e os esforços das defesas civis, como nem sempre é suficiente a boa vontade de forças como a Marinha e a Aeronáutica, se lá na ponta essa boa vontade e esses esforços são brecados pela burocracia”, alfinetou, salientando que o fundo será a solução para os dramas da região, e destacou que o governo federal deve ser mais parceiro das populações ribeirinhas ajudando os governos estaduais a construírem mais habitações para atender as demandas das famílias residentes às margens de rios e igarapés. “Nós estamos construindo dez mil casas no interior com a ajuda do Programa Minha Casa, Minha Vida”, pontuou.
Os senadores Eduardo Braga (PMDB) e João Pedro (PT) apoiaram o discurso de Omar aziz e pediram ao Ministério da Integração Nacional a elaboração de uma nova política orçamentária para proporcionar às defesas civis do país melhores mecanismos de ação, e incentive planos de prevenção às tragédias naturais. “Precisamos de menos burocracia e mais praticidade no socorro à nossa região, não é possível que recursos que deveriam ser liberados para atender nossos municípios em 2005 só tenham saído do papel em 2011”, criticou Braga, com o apoio de senadores como Jorge Viana (PT-AC) e Cacildo Maldaner (PMDB-SC), relator da Comissão Temporária.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email